1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Começa embarque das tropas alemãs para o golfo Pérsico

As Forças Armadas iniciaram a operação de embarque do equipamento para as tropas alemãs de prevenção de ataques nucleares, biológicos e químicos, que atuarão na região do golfo Pérsico.

default

Tropas de prevenção química e biológica farão treinamento no golfo Pérsico

Segundo informação do porta-voz militar Daniel Zandecki, o equipamento está sendo transportado em três comboios de cerca de 25 caminhões, do quartel de Höxter (Vestfália) para o porto de Cuxhaven, no noroeste da Alemanha, onde será embarcado em navios. Em cada caminhão viajam dois soldados, perfazendo um contingente inicial de cerca de 150 homens.

Tanques – O material bélico inclui também tanques do tipo Fuchs, que podem ser empregados no reconhecimento de armas químicas e atômicas, mas não está preparado para a descoberta de armas biológicas. Zandecki não quis informar sobre o número exato dos tanques, dizendo apenas que são "menos de dez".

Além do contingente inicial, outros 250 soldados – aproximadamente – deverão ser postos em marcha para a região do golfo Pérsico no início de fevereiro, conforme informou um porta-voz do Ministério da Defesa em Berlim, nesta quarta-feira. Ainda não está decidido se o transporte da tropa será feito por navio ou por avião.

Manobras conjuntas – O ministro da Defesa Rudolf Scharping tinha anunciado na terça-feira (22), em Berlim, que as Forças Armadas iniciariam "ainda esta semana" o translado para o golfo Pérsico dos equipamentos para as tropas alemãs de prevenção de ataques nucleares, biológicos e químicos. O objetivo é a realização de manobras de treinamento na península árabe, em conjunto com os Estados Unidos.

A operação de transporte das tropas e do equipamento deve estender-se até o início do mês de fevereiro, segundo o ministro. As manobras conjuntas de treinamento visam preparar os soldados para atuar em situações de catástrofes, em ataques não previstos, mas perfeitamente plausíveis. "Nos casos em que o uso de armas químicas e biológicas possam se tornar uma ameaça para a população", esclareceu Rudolf Scharping. A maior parte dos soldados alemães deve retornar à Alemanha no final de fevereiro ou início de março.