1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Comandante de braço da Al Qaeda é morto na Síria

Abu Hamam al-Shami e outros líderes da Frente al-Nusra são alvo de ataque aéreo no norte do país. Não se sabe se bombardeio foi conduzido pelo regime Assad ou pelos EUA, afirma Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

default

Combatentes da Frente al-Nusra na província de Idlib

O comandante militar do grupo terrorista Frente al-Nusra, braço da Al Qaeda na Síria, foi morto durante um bombardeio aéreo no norte do país, afirmou a ONG Observatório Sírio de Direitos Humanos nesta sexta-feira (06/03).

Abu Hamam al-Shami e outros líderes da Frente al-Nusra foram atingidos por aviões de guerra ao se reunirem na província de Idlib, no norte da Síria, nesta quinta-feira.

De acordo com o Observatório Sírio de Direitos Humanos, baseado em Londres, ainda não se sabe se o bombardeio foi realizado pelo regime sírio ou pela coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos.

A agência de notícias síria Sana noticiou que Al-Shami e um número não especificado de seus companheiros haviam sido mortos numa "operação especial" do Exército sírio no vilarejo de Hobait, na província de Idlib. Fontes dos insurgentes, que combatem o governo do presidente Bashar al-Assad, afirmam que a reunião foi realizada em Salqin, cerca de 100 quilômetros ao norte de Hobait.

A notícia veio um dia após a Frente al Nusra ter participado de um ataque ao quartel da inteligência da Força Aérea síria em Aleppo, no norte do país.

A Frente al-Nusra opera principalmente no norte da Síria. Nos últimos meses, o grupo tem sido combatido por rebeldes apoiados pelo Ocidente na luta contra Assad.

Recentemente, as tropas de Assad intensificaram os ataques aéreos contra a Frente al-Nusra e o grupo terrorista "Estado Islâmico", que controla grande parte do território sírio e do vizinho Iraque.

CA/dpa/rtr

Leia mais