1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Eurocopa

Com sorte e Podolski, Alemanha derrota Irlanda

Seleção alemã teve dificuldades, mas com um gol de Lukas Podolski derrotou a incômoda equipe irlandesa em Stuttgart, em sua estréia nas Eliminatórias da Eurocopa 2008.

default

Podolski comemora gol da vitória alemã

Mesmo sem o futebol ofensivo mostrado na Copa 2006, a Alemanha conseguiu derrotar a Irlanda por 1 a 0, neste sábado (02/09) em Stuttgart, e começar com o pé direito sua caminhada rumo ao Campeonato Europeu de Seleções de 2008 na Suíça e Áustria. Foi a primeira vitória alemã sobre os irlandeses nos últimos 27 anos.

A seleção alemã retornou ao estádio em que conquistou o terceiro lugar contra Portugal (3 a 1) com sete jogadores que disputaram a "pequena final" do Mundial. Mas, nos primeiros minutos, somente a festa dos 53.198 torcedores lembrava o entusiasmo que contagiou o país na Copa.

No gramado, ficou evidente que a Irlanda seria um adversário incômodo. A equipe da ilha verde começou pressionando, e, logo no segundo minuto, Keane aproveitou cruzamento de Finnan e cabeceou perigosamente à direita do gol de Lehmann.

Sob forte marcação da Irlanda nas saídas de bola, os alemães erraram muitos passes e demoraram para engrenar no jogo. Aos 14 minutos, Carr tocou com a mão na bola num duelo com Podolski na área, mas o árbitro espanhol Luis Medina Cantalejo não marcou pênalti.

EM-Qualifikation 2008, Lukas Podolskis Schuss hält der irische Keeper bravourös

Goleiro irlandês Given fez defesas espetaculares no primeiro tempo

Somente aos 25 minutos, um chute de longa distância de Ballack deu início à fase de pressão alemã, calando os 15 mil torcedores irlandeses no estádio. Três minutos depois, Klose quase abriu o placar de cabeça, mas Given fez defesa espetacular. O goleiro irlandês voltou a brilhar nos minutos seguintes, defendendo dois chutes fortes disparados por Podolski.

A Alemanha manteve a pressão depois do intervalo. Aos 12 minutos do segundo tempo, Podolski trouxe alívio à torcida alemã, abrindo o placar numa cobrança de falta, sendo que a bola ainda foi desviada por Keane, sem chances para Given.

Na seqüência, a Alemanha diminuiu um pouco o ritmo, mas manteve o controle da partida. Aos 25 minutos da segunda etapa, Klose cabeceou uma bola no travessão e, nos acréscimos, Schweinsteiger teve azar numa cobrança de falta – a bola bateu no poste e foi para a linha de fundo.

"Vitória merecida"

"Foi trabalho duro, mas jogamos de forma disciplinada, sem tomar gols com uma nova defesa", disse o meia Michael Ballack, referindo-se à ausência dos zagueiros titulares – Per Mertesacker, Robert Huth, Christoph Metzelder e Jens Nowotny – todos contundidos.

"Estou satisfeito com o fato de termos vencido. Os irlandeses lutaram muito, em parte corremos contra uma muralha, mas no final a nossa vitória foi merecida. A equipe tem uma grande identificação com a torcida e temos de aproveitar esta euforia", disse o técnico alemão Joachim Löw.

Na avaliação do técnico irlandês, Steve Stauton – que passou boa parte do segundo tempo nas tribunas, por ter xingado o árbitro –, sua equipe causou "uma forte dor de cabeça nos alemães no primeiro tempo. Fizemos um bom jogo e, por isso, é muita infelicidade sair daqui de mãos vazias. Mas não vamos resignar por causa da derrota".

No Grupo D, a Alemanha ocupa o terceiro lugar, atrás da Eslováquia (que derrotou o Chipre por 6 a 1) e a República Tcheca, que derrotou o País de Gales por 2 a 1. Na próxima quarta-feira (06/09), a Alemanha enfrenta San Marino.

ALEMANHA 1 x 0 IRLANDA

Alemanha : Lehmann; Lahm, Arne Friedrich, Jansen; Schneider (Borowski), Ballack, Frings, Schweinsteiger; Klose, Podolski (Oliver Neuville)
Técnico: Joachim Löw

Irlanda : Given; Carr, Dunne, Andy O'Brien, O'Shea; Finnan, Reid, Kilbane (Alan O'Brian), Duff (McGeady); Keane, Doyle (Elliott)
Técnico : Steve Staunton

Data : 02/09/06
Local : Gottlieb-Daimler-Stadion, em Suttgart
Árbitro : Luis Medina Cantalejo (Espanha)
Gols : Podolski (A), aos 12 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos : Klose (A), Schweinsteiger (A), Schneider (A), Reid (I), Dunne (I) e Given (I)

Leia mais