1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futebol

Com show de Messi, Barcelona põe um pé na decisão da Champions

Atacante argentino faz dois gols, um deles de placa, dá passe para Neymar marcar e deixa encaminhada classificação do time catalão contra o Bayern de Munique na Liga dos Campeões.

Uma vantagem e tanto. O Barcelona levará três gols de vantagem na bagagem rumo a Munique, na próxima semana, pela semifinal da Liga dos Campeões. Na noite desta quarta-feira, no Camp Nou, a equipe catalã bateu o Bayern por 3 a 0 – dois gols de Messi e um de Neymar.

Marcada para a próxima terça-feira, na Allianz Arena, a partida da volta exige do time alemão uma vitória por placar idêntico para levar a decisão da vaga para os pênaltis — ou então vitória por quatro ou mais gols de diferença para garantir presença no dia 6 de junho, em Berlim.

No primeiro tempo, chances perdidas

Como era de se esperar, a primeira das duas partidas entre Barcelona e Bayern de Munique começou tão movimentada que, caso o espectador desgrudasse o olho da televisão, era capaz de perder uma bonita troca de passes ou uma boa chance de gol. Logo aos quatro minutos, Suárez invadiu a área, sofreu carga de Boateng e, ao cair, pediu pênalti — lance, de fato, duvidoso.

Diferentemente do esquema 4-3-3 previsto, o Bayern entrou em campo com três volantes: Lahm, Xabi Alonso e Schweinsteiger, com Thiago Alcântara como meia ofensivo e Müller e Lewandowski no ataque. O Barça, por outro lado, entrou com o imponente trio Messi-Suárez-Neymar.

Com Suárez, o Barça chegou outras duas vezes antes dos 15 minutos. Aos 11, ele invadiu a área, livre, e bateu cruzado. Neuer defendeu com os pés. Aos 14, o uruguaio cruzou da direita, e Neymar, caído, quase conseguiu empurrar para o gol. A defesa bávara desviou para escanteio.

Champions League Halbfinale Barcelona gegen Bayern München

Neuer não defendeu chute forte de Messi no primeiro gol. Três minutos depois, argentino fez o segundo

O Bayern chegou pela primeira vez aos 17 minutos, após boa jogada de Müller pela direita. Ele cruzou para Lewandowski, que tinha tudo para abrir o placar, mas não alcançou a bola, que saiu em tiro de meta.

A partir daí, a equipe alemã tentou controlar o jogo no meio-campo. Até teve certa posse e conseguiu chegar perto da área. Porém, sem consistência ofensiva, parava na boa marcação catalã.

Sobrou, a partir daí, uma série de tentativas do Barcelona. E não apenas por parte do famoso trio ofensivo, mas também dos meias — Rakitic, Busquets e Iniesta — e laterais — Daniel Alves e Jordi Alba.

Nenhum deles, porém, conseguiu passar por Neuer. Aos 38 minutos, o lateral brasileiro entrou na área pela direita, e bateu firme, cruzado. O goleiro alemão, porém, fechou o ângulo e defendeu novamente com a perna.

No segundo tempo, Messi aparece

A saída de bola da etapa final foi do Barcelona, mas quem chegou para valer, logo a um minuto, foi o Bayern. Lewandowski arrancou da intermediária e, pouco antes de invadir a área para abrir o placar, foi derrubado por Daniel Alves, punido com cartão amarelo. Na cobrança, Xabi Alonso acertou na barreira.

Melhor no meio, sem deixar o Barcelona criar, o Bayern sofreu a primeira ameaça do segundo tempo apenas aos 11 minutos, quando Neymar tabelou com Messi, que bateu para firme defesa de Neuer. Em seguida, aos 15, uma ótima chance não foi aproveitada por Neymar, que recebeu lançamento de Messi, mas não percebeu a saída do goleiro alemão, que afastou com o pé.

A partir de então, o Bayern pouco ameaçou. O Barça, do outro lado, partiu para cima. Perdeu boas chances com Neymar. E conseguiu abrir o placar em um chute de Messi, da entrada da área, aos 31 minutos: forte, rasante, com a perna esquerda. Neuer ainda chegou a tocar, mas não segurou: 1 a 0.

O segundo veio três minutos depois, em um lampejo de genialidade do atacante do Barcelona. Novamente pelo lado direito da área, ele entortou Boateng, que caiu deitado. Em seguida, ante a saída de Neuer, tocou por cobertura, com a perna direita. Golaço.

Melhor no final, o Barça ainda aumentou o placar em um contra-ataque fulminante, que começou nos pés de Messi e parou nos de Neymar, livre, à frente de Neuer. O brasileiro esperou uma brecha e tocou para praticamente liquidar a classificação: 3 a 0.

O caminho rumo a Berlim se abriu para o Barcelona.

Champions League Halbfinale Barcelona gegen Bayern München

Thiago Alcântara (esq.) e Xabi Alonso reclamam em meio à vitória do Barcelona

Ficha técnica

Barcelona 3 x 0 Bayern de Munique

Local: Camp Nou, em Barcelona.

Arbitragem: Nicola Rizzoli, auxiliado por Elenito Di Liberatore e Mauro Tonolini (trio italiano).

Gols: Messi (31' e 34'/2T) e Neymar (48'/2T).

Cartões amarelos: Xabi Alonso (34'/1T), Daniel Alves (1'/2T), Benatia (6'/2T), Bernat (10'/2T), Piqué (21'/2T), Neymar (24'/2T).

Barcelona: Ter Stegen; Daniel Alves, Piqué, Mascherano (Bartra, 44'/2T) e Jordi Alba; Rakitic (Xavi, 37'/2T), Busquets e Iniesta (Rafinha, 42'/2T); Suárez, Messi e Neymar. Técnico: Luis Enrique.

Bayern: Neuer; Rafinha, Boateng, Bernatia e Bernat; Lahm, Xabi Alonso, Schweinsteiger e Thiago Alcântara; Müller (34'/2T) e Lewandowski. Técnico: Pep Guardiola.