1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Com gol de Hakan Çalhanoglu, Bayer Leverkusen derrota Atlético de Madri

Atuais vice-campeões da Liga dos Campeões têm dificuldades na Alemanha e perdem por 1 a 0. Meia Tiago e zagueiro Diego Godín estão suspensos para partida de volta. Em Londres, Monaco surpreende e vence Arsenal por 3 a 1.

O atual vice-campeão da Liga dos Campeões, Atlético de Madri, enfrentou muitas dificuldades contra o Bayer Leverkusen e saiu derrotado por 1 a 0 da BayArena, em partida válida pelas oitavas de final do principal torneio internacional de clubes da Europa. O gol foi marcado pelo meio-campista turco Hakan Çalhanoglu, aos 12 minutos do segundo tempo.

Os espanhóis, que vieram à Alemanha como favoritos, estiveram irreconhecíveis durante o primeiro tempo. Com a marcação avançada, o Bayer Leverkusen pressionou a saída de bola dos Colchoneros e criou diversas chances de perigo.

Aos 11 minutos, o atacante Mario Mandzukic salvou o Atlético, tirando a bola em cima da linha, após cobrança de escanteio. Quinze minutos depois, o zagueiro Emir Spahic arriscou uma bomba de muito longe e acertou o travessão do goleiro Miguel Ángel Moyà. Neste momento da partida, a posse de bola alemã superava os 65%.

No entanto, os espanhóis acordaram nos minutos finais da primeira etapa. Aos 38, o meia Arda Turan tentou encobrir o goleiro do Bayer Leverkusen, Bernd Leno, que se recuperou e espalmou a bola. Já aos 47, após cobrança de escanteio, Leno operou um verdadeiro milagre, após voleio do meia português Tiago.

Ainda durante o primeiro tempo, um choque entre o zagueiro grego do Leverkusen, Kyriakos Papadopoulos, e o meia madrilenho, Saúl Ñíguez, obrigou a substituição do espanhol. Ñíguez saiu com dores na altura do estômago, vomitou no caminho ao vestiário e foi levado imediatamente a um hospital. A imprensa espanhola relatou que o jogador estaria com dificuldades de respirar.

Na segunda etapa, o Leverkusen abriu o marcador aos 12 minutos. Karim Bellarabi fez boa jogada individual, atrai três defensores e toca de calcanhar para Hakan Çalhanoglu. O meia turco domina com o pé esquerdo e fuzila com o direito, sem chance para Moyà.

Aos 29 minutos, o Atlético teve um gol anulado. O árbitro assinalou que a bola havia saído, antes do toque final do atacante Fernando Torres. E no minuto seguinte, o meia Tiago cometeu falta dura em Bellarabi, recebeu o segundo cartão amarelo, e foi expulso da partida. Além do português, o zagueiro uruguaio Diego Godín também será desfalque na partida de volta, que será realizada em 17 de março, no estádio Vicente Calderón.

Monaco surpreende Arsenal em Londres

No outro jogo da noite, o Monaco não tomou conhecimento do Arsenal, e venceu os ingleses por 3 a 1 em plenos Emirates Stadium, em Londres. Em primeiro tempo com poucos lances de perigo, coube ao volante Geoffrey Kondogbia abrir o marcador. Em bola recuperada no meio-campo, Kondogbia arriscou de longe e a bola desviou no zagueiro alemão Per Mertesacker e enganou o goleiro David Ospina.

Logo no início da segunda etapa, o lateral brasileiro Fabinho roubou a bola do atacante chileno Alexis Sánchez e puxou o contra-ataque com Anthony Martial, que avançou em velocidade e rolou a bola para Dimitar Berbatov completar para as redes. Nos acréscimo, Alex Oxlade-Chamberlain descontou para os ingleses, antes de Yannick Ferreira-Carrasco recolocar a vantagem francesa em dois gols.

No restante da partida, prevaleceu a forte defesa do Monaco, que no Campeonato Francês sofreu apenas 19 gols em 25 partidas e possui a melhor retaguarda da competição. Ambas as equipes se reencontram em também em 17 de março, no Stade Louis II, no Principado.

Leia mais