1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Collina encerra carreira de árbitro

O apito de Pierluigi Collina, "a estrela da arbitragem do futebol mundial", silenciou definitivamente nesta segunda-feira (29/08). Após 28 anos de atuação, o árbitro italiano preferiu encerrar sua carreira a rescindir o contrato de publicidade que mantém com a Opel.

Como a montadora alemã patrocina o Milan, Collina despediu-se dos gramados da Serie A do futebol italiano sob acusação de estar envolvido "num conflito de interesses", que colocava em dúvida sua independência como árbitro.

"Sou uma pessoa correta e, também nesse caso, agi como sempre tenho agido", disse Collina. Ele acrescentou que o presidente da Associação de Árbitros Italianos tinha conhecimento de seu contrato com a Opel. "Eu poderia continuar apitando, sem problemas, na Série B italiana, mas a questão é se na Itália ainda se confia nos árbitros. Sem confiança nos árbitros, não faz sentido continuar", declarou.

Por ter atingido a idade de 45 anos, Collina já não iria mais atuar na Copa 2006. A Confederação Italiana de Futebol chegou a alterar uma regra para permitir que apitasse mais uma temporada da Série A.

O árbitro admitiu que a decisão de encerrar a carreira foi difícil. "Na noite passada, dormi menos do que às vésperas de uma final de Copa do Mundo", disse Collina, que em 2002 apitou a final Brasil 2 x 0 Alemanha, em Yokohama, no Japão. Ele descartou a hipótese de continuar sua carreira no futebol inglês, conforme havia especulado a imprensa italiana.