1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

América Latina

Colômbia e Farc retomam negociações de paz

Governo e guerrilheiros dão seguimento às conversações na capital cubana após dois dias de paralisação por conta do ataque de tropas do Exército que deixou dezenas de rebeldes mortos.

default

Jorge Torres Victoria é um dos negociadores por parte das Farc

O governo da Colômbia e os guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) retomaram nesta segunda-feira (25/05) as conversações de paz na capital cubana, Havana, em meio a tensões após o ataque de tropas colombianas deixar dezenas de rebeldes mortos.

"Sem dúvida, os trágicos acontecimentos são um passo para trás no que conseguimos obter até agora na mesa de negociações", afirmou Jorge Torres Victoria, representante das Farc nas conversações em Havana. "Esse é o caminho errado e é óbvio que a paz nunca será alcançada com a escalada do conflito."

Ele disse, ainda, que as Farc vão "continuar com a cabeça fria e corações ardentes" e que os guerrilheiros "não vão jogar fora os esforços de mais de três anos de negociações".

As duas delegações voltaram a se reunir após dois dias sem conversações e três dias após os guerrilheiros suspenderem a trégua unilateral anunciada em dezembro.

As conversas de paz entre o governo colombiano e as Farc estão em curso desde 2012 e já alcançaram acordos preliminares sobre os temas participação política, reforma agrária, política de drogas e retirada de minas terrestres. Desde junho do ano passado, os dois lados discutem sobre as vítimas do conflito.

Mesmo assim, o processo de paz está sob pressão nos últimos dias. Os militares mataram ao menos 26 combatentes rebeldes na sexta-feira em ataques aéreos e terrestres. No mês passado, um ataque das Farc na província de Cauca deixou 11 soldados mortos.

Ao longo de cinco décadas de conflito mais de 200 mil pessoas morreram e cinco milhões ficaram desalojadas.

FC/afp/rtr/dpa

Leia mais