1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

COI recomenda exclusão da luta olímpica dos Jogos de 2020

Decisão do comitê surpreende mundo esportivo. Modalidade era disputada desde as primeiras Olimpíadas da era moderna, em 1896, e distribuiu mais de 70 medalhas em Londres.

default

Disputa de luta olímpica em Londres: esporte dá mais de 70 medalhas

O Comitê Olímpico Internacional (COI) surpreendeu nesta terça-feira (12/02) ao recomendar a exclusão da luta olímpica, presente desde os Jogos de 1896, da lista dos esportes que serão disputados em 2020. Com isso, a última aparição da modalidade no programa olímpico deverá ser no Rio de Janeiro, em 2016.

De quatro em quatro anos, após cada edição dos Jogos, o comitê executivo do COI reavalia o programa. Até aqui, especulava-se que o pentátlo moderno e o taekwondo estavam em risco, mas não a luta olímpica, que distribuiu medalhas em 18 categorias (11 na forma livre e sete na grego-romana) nos Jogos de Londres.

A decisão final será tomada em setembro, em Buenos Aires, mas é tida como mera formalidade. Na reunião, a luta poderá tentar voltar ao programa olímpico, como modalidade extra, mas terá que disputar a vaga com outros sete esportes. Um retorno é tido como improvável.

"A luta olímpica se juntará aos sete outros esportes já listados - beisebol/softbol, caratê, escalada esportiva, squash, roller derby, wushu e wakeboarding - em busca de inclusão no programa olímpico de 2020 como esporte adicional", disse em comunicado o COI.

Nos últimos anos, o COI tem tentado flexibilizar o programa olímpico na tentativa de atrair a atenção de um público mais jovem. Ao rever a lista de esportes, costuma levar em consideração fatores que vão desde audiência televisiva à aplicação de medidas antidoping.

Beisebol e softbol, por exemplo, foram retirados após os Jogos de Atenas, em 2004, e rúgbi de sete e golfe passarão a ser disputados a partir das Olimpíadas do Rio de Janeiro.

A luta olímpica era o terceiro esporte que mais distribuía medalhas (72), atrás do atletismo (141) e da natação (102). Em Londres, a Rússia foi o país que mais ganhou na modalidade, com quatro medalhas de outro, duas de prata e cinco de bronze. O Brasil tem pouca tradição na modalidade. Em 2012, enviou apenas uma lutadora, Joice Silva, eliminada no primeiro combate.

RPR/ rtr/dpa
Revisão: Francis França

Leia mais