1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Coalizão internacional tenta conter avanço do "EI" na fronteira com a Turquia

Ataques aéreos foram realizados após entrada de jihadistas em Kobane, na Síria. Depois de enfrentamentos com combatentes curdos, extremistas tomaram três bairros da cidade.

Ataques aéreos realizados pela coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos atingiram, nesta terça-feira (07/10), posições controladas pelos jihadistas do "Estado Islâmico" (EI) na cidade síria de Kobane (também conhecida como Ayn al-Arab), na fronteira com a Turquia. Dois alvos no sudoeste da cidade curda foram atingidos, de acordo com a agência de notícias AFP.

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos e um ativista da cidade também reportaram novos ataques, após os extremistas terem entrado em Kobane na noite desta segunda-feira. Depois de enfrentamentos com forças curdas, os jihadistas tomaram três bairros no leste da cidade.

Segundo Rami Abdel Rahman, diretor do Observatório Sírio dos Direitos Humanos, os combates entre jihadistas e curdos nas ruas de Kobane se espalharam para novas áreas no sul e no oeste da cidade. De acordo com a entidade, baseada em Londres, ao menos 34 jihadistas e 16 combatentes curdos foram mortos nos conflitos desta segunda-feira.

Apesar da resistência oferecida pelo principal grupo armado curdo, o YPG, e dos ataques realizados pela coalizão internacional, há dias os militantes do EI têm avançado cada vez mais em direção a Kobane. Nesta segunda-feira, eles hastearam duas bandeiras na margem leste da cidade, e tomaram diversos prédios no sul e no oeste da cidade, incluindo um hospital em construção, segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

Os jihadistas cercaram Kobane – o menor de três enclaves curdos no norte da Síria – por todos os lados, com exceção da fronteira com a Turquia ao norte, impedindo o reabastecimento ou reforço das forças curdas. A tomada de Kobane daria ao grupo extremista o controle de uma grande porção da fronteira.

Protestos foram realizados em diversas cidades da Turquia na noite desta segunda-feira, incluindo bairros de Istambul, após a notícia de que os militantes do EI haviam entrado em Kobane.

LPF/afp/dpa

Leia mais