1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Clubes da Bundesliga debatem o fim da pausa de inverno

Liga Alemã de Futebol estuda terminar com a tradicional folga entre o turno e o returno do Campeonato Alemão. Técnicos temem que a recuperação dos jogadores seja afetada.

default

A neve nos gramados é o principal motivo para que o campeonato seja interrompido

Com a proximidade do final do ano e a gradativa queda das temperaturas na Alemanha, uma antiga discussão retorna à Bundesliga: o fim da tradicional pausa de inverno, que nesta temporada se estenderá de 17 de dezembro a 31 de janeiro.

“Esse tema não é mais nenhuma vaca sagrada e pode ser reconsiderado”, afirmou o presidente do Stuttgart, Erwin Staudt. De acordo com ele, a Liga Alemã de Futebol (DFL) postergou, mas não encerrou as discussões sobre o assunto durante uma reunião em agosto passado.

A Alemanha é a única potência do futebol europeu a adotar a pausa de inverno. A DFL planeja acabar com o tradicional intervalo entre o turno e o returno da Bundesliga a partir da temporada 2009/10. O plano é de que haja jogos até mesmo no dia 25 de dezembro, como ocorre na Inglaterra.

A folga tem suas origens nas precárias condições dos gramados alemães durante o inverno de décadas passadas. Os campos freqüentemente ficavam cobertos de gelo, o que levava ao cancelamento de jogos. Hoje, com o sistema de aquecimento dos gramados obrigatoriamente presente nos estádios de todos os clubes da Primeira Divisão, não há mais esse problema.

Nem todos concordam

O capitão do Hansa Rostock, Stefan Beinlich, que no início dos anos 90 jogou no clube britânico Aston Villa, é a favor do fim da pausa. “Faria sentido, até porque o tempo costuma ser melhor em dezembro e em janeiro do que em fevereiro”, argumenta.

Para o diretor esportivo do Bayer Leverkusen, Rudi Völler, não há uma solução ideal nem verdades absolutas. “Em outros países se diz que os alemães são espertos porque os jogadores podem se recuperar durante esse período. O que ele diz lamentar mesmo é que junho, “um mês ótimo para se jogar futebol”, não seja aproveitado.

O técnico do Hamburgo, Huub Stevens, diz que a idéia "não é tão boa". Para ele, o calendário de jogos é muito apertado e os jogadores usam essa folga para se recuperar. “Se a pausa deixar de existir, eles jogarão o ano todo.”

Staudt vê o assunto sob outra perspectiva: "A pausa de verão poderia ser aumentada, o que seria bom para recuperação dos jogadores. Além disso, com a mudança climática, a situação tende a ficar menos crítica nos próximos anos". (as)

Leia mais