Clubes alemães ignoram crise econômica e contratam como nunca | Siga a cobertura dos principais eventos esportivos mundiais | DW | 01.09.2009
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Clubes alemães ignoram crise econômica e contratam como nunca

As 18 equipes da Bundesliga investiram mais de 220 milhões de euros em reforços no início da temporada 2009/10. Bayern de Munique é o clube que mais gastou. Hertha Berlim anuncia contratação do brasileiro César.

default

Robben (e) e Rummenigge: reforço de 24 milhões de euros

A janela europeia de transferências fechou nesta segunda-feira (31/08) com um valor recorde de contratações de novos jogadores na Bundesliga: 226 milhões de euros foi o total investido pelos clubes alemães para reforçar suas equipes. O recorde anterior, de 203,71 milhões de euros, era da temporada 2007/08.

O total gasto pelos 18 clubes da Primeira Divisão alemã pode ser recorde, mas ainda assim está bem abaixo do que apenas um clube europeu, o Real Madrid, torrou para ter em seu elenco estrelas como Cristiano Ronaldo, Kaká, Benzema e Xabi Alonso: em torno de 260 milhões de euros.

Ainda como comparação, os valores do mercado brasileiro são bem mais modestos: 12 milhões de euros foi o que os clubes da Série A gastaram em jogadores, segundo o site Transfermarkt, especializado no mercado do futebol.

Bayern lidera investimentos

Segundo o site, 162 jogadores assinaram contrato com clubes alemães até esta segunda-feira. Assim como nos anos anteriores, os clubes mais ativos no mercado nos últimos dias foram aqueles que começaram mal a temporada.

Fußball Zdravko Kuzmanovi

Zdravko Kuzmanovic

É o caso do Bayern de Munique, que pagou 24 milhões de euros pelo holandês Arjen Robben. A contratação logo mostrou resultado: Robben entrou no segundo tempo da partida contra o Wolfsburg, atual campeão alemão, no final de semana, e marcou dois gols, assegurando a vitória por 3 a 0. "Dinheiro marca gols, afinal", concluiu o presidente executivo do Bayern, Karl-Heinz Rummenigge.

Se a máxima for verdadeira, o Bayern já pode comemorar o título. O clube gastou 74,7 milhões de euros, mais do que qualquer outro time alemão. O valor é modesto perto dos investimentos de Real Madrid, Manchester City (139,3 milhões de euros) e Barcelona (113,5 milhões de euros), mas ainda assim o Bayern foi o quinto clube europeu que mais investiu.

Hertha contrata mais três

Os investimentos do Stuttgart não chegam a esse nível, mesmo que o cofre do clube tenha sido reforçado com os 30 milhões de euros da transferência de Mario Gomez para o Bayern e a classificação para a Liga dos Campeões. Ainda assim, os suábios contrataram ainda nesta segunda-feira o sérvio Zdravko Kuzmanovic, da Fiorentina, para reforçar o meio-de-campo. O jogador teria custado 8 milhões de euros.

Neue Spieler bei Hertha BSC: Florian Kringe, Adrian Ramos, Cesar

Florian Kringe, Adrian Ramos e César, do Hertha Berlim

Também o Hertha Berlim aproveitou os últimos minutos para apresentar três reforços: Florian Kringe, que veio por empréstimo do Borussia Dortmund, o colombiano Adrian Ramos (América de Cali) e o brasileiro César (Al-Ahli).

Os 27,9 milhões de euros gastos pelo Hamburgo parecem bem aplicados, considerando que a equipe lidera a Bundesliga após quatro rodadas. Já o Wolfsburg, campeão alemão, investiu 22,1 milhões de euros para manter o título.

As contratações dos "lobos" ainda não mostraram a que vieram: o atacante Obafemi Martins tem dificuldades para se impor diante da dupla Grafite e Dzeko. O meio-campista argelino Karim Ziani brigou com Dzeko num treino e como punição foi cortado dos titulares pelo técnico Armin Veh na última rodada.

AS/sid/dpa

Revisão: Roselaine Wandscheer

Leia mais