1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

"Clonagem de bebês tem de ser proibida em todo o mundo"

Governo, Igreja e classe médica da Alemanha reagem com ceticismo e indignação a anúncio de médico italiano de que bebê clonado nascerá em poucas semanas.

default

Ministra quer debate na ONU para proibir clonagem

A ministra alemã da Educação e Pesquisa quer a proibição mundial da clonagem humana. Edelgard Bulmahn, do Partido Social Democrático (SPD), disse que "em todo o mundo tem que ser impedido o nascimento de bebês clonados".

Ela garantiu ao mesmo tempo que, ao lado da França, o governo alemão continuará seu engajamento junto às Nações Unidas para que a clonagem na reprodução humana seja proibida em nível internacional.

O ministério dispõe de informações de que o tema será debatido na Organização das Nações Unidas até o final do ano que vem. Até lá, a Alemanha quer engajar-se numa campanha de esclarecimento junto a todos os países para a necessidade deste tipo de proibição.

Ceticismo e críticas – Representantes da Igreja e da classe médica reagiram com ceticismo e críticas à notícia divulgada esta semana pelo médico italiano Severino Antinori.

Segundo ele, trata-se de um menino "absolutamente saudável", na 33ª semana de gestação. O presidente da Sociedade Alemã de Ginecologia e Obstetrícia está desconfiado da veracidade das afirmações. "Estou cético se as informações realmente conferem", disse Klaus Diedrich.

Severino Antinori – O controvertido médico italiano, que teria assessorado a equipe responsável pela clonagem, não revelou maiores detalhes de onde seria o nascimento, limitando-se a dizer que outras duas gestações de fetos clonados estão em andamento em nações vizinhas.

Há mais de um ano, o ginecologista romano anunciou que está tentando, com um colega norte-americano, a clonagem de um ser humano. Sua meta é possibilitar aos homens estéreis que tenham filhos. Ignorando limites éticos e morais, Antinori justifica suas pesquisas com o argumento de que a clonagem humana deve ser vista como terapia, que só pode trazer coisas boas.

Leia mais