1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Clima pré-olímpico no CHIO de Aachen

Principal competição eqüestre do mundo acontece no país da equitação. Aachen recebe destaques olímpicos de 22 nações. Brasil é representado nas provas de salto através de Rodrigo Pessoa e Luciana Diniz-Knippling.

default

Ludger Beerbaum, estrela alemã no concurso hípico

Começam nesta terça-feira (13/7) em Aachen, no extremo oeste alemão, as provas do Concurso Hípico Internacional Oficial (CHIO), a maior festa eqüestre do mundo, com provas de salto, adestramento e atrelagem, além de prêmios no valor de 1,4 milhão de euros. Para a equipe alemã, trata-se, também, da última oportunidade de garantir vagas aos Jogos Olímpicos de Atenas, que se realizam no próximo mês.

Segundo Kurt Gravemeier, treinador da equipe alemã de saltos, o último nome será anunciado somente depois que terminar a competição, no próximo domingo. Christian Ahlmann, Marco Kutscher e Otto Becker disputam a quarta vaga. Estão praticamente garantidas as convocações do tetracampeão olímpico Ludger Beerbaum e de Marcus Ehning, líder do ranking mundial, que inclusive se dará o luxo de poupar For Pleasure em Aachen, por causa de uma irritação no periósteo.

É tida como praticamente certa, também, a convocação de Meredith Michaels-Beerbaum, com Shutterfly: "Ambas demonstraram desempenho sensacional nos últimos meses", garante o cunhado Ludger Beerbaum. O próprio Beerbaum ainda não definiu quem levará à Grécia. Além de dispor de Gladdys, ele pretende testar Goldfever, curado de lesão no casco.

Encontro de estrelas olímpicas O Grande Prêmio das Nações, nesta sexta-feira, promete ser um espetáculo de superlativos, já que quase todos os países participam com suas equipes olímpicas. Após a vitória dos irlandeses, no ano passado, desta vez a expectativa está voltada para o desempenho de holandeses e norte-americanos, que vieram se destacando nos últimos meses.

Merece menção, também, o fato de McLain Ward, da delegação dos Estados Unidos, poder voltar a competir. Em 1999, uma das promotoras da competição de Aachen o havia excluído "para sempre" do torneio, sob a acusação de maus-tratos.

Na competição daquele ano, ele havia colocado pontas plásticas sob as caneleiras de sua montaria, Bennetton, para que o animal sentisse dor ao tocar nas barras. A reabilitação de Ward foi feita após um pedido formal de desculpas. Duas vagas no adestramento

A equipe olímpica alemã de adestramento ainda dispõe de duas vagas, cujos ocupantes serão definidos também em Aachen. Pelo bom desempenho das últimas semanas, estão garantidas as convocações de Ulla Salzgeber, com Rusty, e Heike Kemmer, que monta Bonaparte.

Em Aachen, a equipe é completada por Martin Schaudt (Weltall) e Ann-Kathrin Linsenhoff (Renoir), o que, no entanto, não significa que o grupo esteja fechado, observa o técnico, Holger Schmezer. Isto reacende as esperanças de Hubertus Schmidt, que para a surpresa de muitos não participa do CHIO alemão. Por outro lado, a tetracampeã olímpica Isabell Werth enfrenta grandes problemas com Satchmo e suas crises de desobediência. As estrelas brasileiras nas provas de salto são Luciana Diniz-Knippling, com Dover e Mariachi, e Rodrigo Pessoa, com seus cavalos Baloubet du Rouet, Gandini Bianca d'Amaury e Urasie.

Leia mais

Links externos