1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Clássico marca reinício do Campeonato Alemão

Sob o signo de uma grave crise econômica, Borussia Dortmund recebe o rival Schalke no primeiro jogo da Bundesliga após o recesso de inverno.

default

Aílton, artilheiro do campeonato

Finalmente a bola no gramado volta a ser o centro das atenções no futebol alemão. Há muito tempo o Borussia Dortmund não ansiava tanto o reinício de um Campeonato Alemão (Bundesliga). Após semanas de discussão sobre os problemas financeiros do clube, sua liqüidez para 2004 foi garantida esta semana, através de créditos no valor de 100 milhões de euros levantados em Londres. Entre todos os clubes de elite, calcula-se que faltem entre 600 e 700 milhões de euros.

Um problema a menos para o sexto colocado no campeonato, que na estréia do returno, nesta sexta-feira (30/01) recebe o arquiinimigo Schalke (oitavo), da vizinha Gelsenkirchen. Como profetizou o brasileiro Dede: "Os próximos quatro meses serão decisivos. Eles definirão não só o futuro do clube, mas o de cada jogador em particular". A última vitória do Borussia, em casa, contra o Schalke, foi em 1998.

Três brasileiros devem jogar: Conceição, Ewerthon e Leandro. Ficam no banco Evanilson, que ainda faz condicionamento físico; além de Dede, lesionado, e Amoroso, que se recupera da cirurgia no joelho. Mas o Schalke vem com a bola toda. Com dez pontos armazenados nas quatro últimas partidas antes do recesso e sem desfalques graves, o treinador Jupp Heynckes esbanja confiança: "Tenho certeza de que jogaremos um bom returno".

Beckenbauer aposta no Werder de Aílton O Werder Bremen, líder do campeonato, com 39 pontos, tem sua vez no sábado, quando recebe o Hertha Berlin, penúltimo colocado. Será mais uma oportunidade para o brasileiro Aílton, artilheiro da Bundesliga e festejado pela imprensa alemã, confirmar que "está em grande forma", como destaca a revista esportiva alemã Kicker em sua página na internet.

Também Franz Beckenbauer acha que o Bremen tem tudo para conquistar o campeonato alemão. "Talvez vejamos o melhor Aílton de todos os tempos, já que ele quer se despedir da equipe com um título", profetiza o presidente do Bayern de Munique, referindo-se ao fato de que o atacante brasileiro atuará pelo Schalke na próxima temporada.

Em sua coluna semanal no diário Bild, o kaiser contradiz os treinadores alemães que mais uma vez atestam o título ao clube bávaro. Para ele, o time precisa aproveitar melhor Michael Ballack no ataque. "O problema é que ficará um buraco atrás dele. Com Zé Roberto e Salihamidzic cobrindo as laterais, nos falta uma segurança no meio-campo. Pode ser que tenhamos mais jogos acabando em 5x3 do que 2x0", profetiza. Ao menos no final de semana, contra o lanterna Frankfurt, a parada dos bávaros não deverá ser tão dura.

França recebe chance

Com 35 pontos, o Bayern divide a segunda posição na tabela com o Stuttgart e o Bayer Leverkusen. Depois de quatro vice-campeonatos, o time da aspirina está confiante de que desta vez o sonho irá se concretizar. Contra o Freiburg, no domingo, o Leverkusen não contará com os lesionados Bastürck e Neuville, pelo que Klaus Augenthaler deve escalar Dimitar Berbatow ao lado do brasileiro França, que segundo o treinador "apresentou um ótimo desempenho esta semana".

Também o Stuttgart não pretende esbanjar suas chances e garantir, contra o Hansa Rostock, três importantes pontos na estréia do returno. Mas o técnico Félix Magath adverte que ainda é muito cedo para colocar o título como meta. "Mantenho como objetivo a qualificação para um campeonato internacional, pois nos vejo com chances de participar da Liga dos Campeões", assegurou Magath. Seu chefe, o presidente Erwin Staudt, há pouco tempo sentenciou que o Stuttgart "precisa urgentemente de um título".

Leia mais