1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Civis morrem em confrontos no leste da Ucrânia

Em Donetsk, pelo menos sete pessoas morrem enquanto aguardavam em ponto de distribuição de ajuda humanitária. Encontro que ocorreria em Minsk entre separatistas e representantes de Kiev é suspenso.

Mais de 20 pessoas foram mortas e dezenas ficaram feridas nesta sexta-feira (30/01) em confrontos no leste ucraniano entre rebeldes separatistas e tropas ligadas a Kiev. Entre os mortos estão pelo menos sete civis atingidos por tiros de artilharia em um ponto de distribuição de ajuda humanitária na cidade de Donetsk, reduto insurgente, segundo os rebeldes.

Os ataques enfraquecem as expectativas de construção de um acordo entre as duas partes, que trocaram acusações com relação à responsabilidade sobre as mortes. O Conselho de Segurança de Kiev classificou os ataques como um "cínico ato terrorista", e sugeriu que esta seria uma tentativa dos separatistas de minar a nova rodada de negociações de paz.

Diante da continuidade do banho de sangue na região, negociações de paz agendadas para acontecer nesta sexta-feira em Minsk foram suspensas. Elas pretendem dar continuidade ao processo iniciado por um cessar-fogo acertado em setembro passado, mas que vem sendo desrespeitado.

Os rebeldes foram os primeiros a anunciar que o encontro na capital de Belarus não iria mais ocorrer. Segundo os enviados dos separatistas Denis Pushilin e Vladislav Deinego, a ausência de representantes de Kiev frustrou as expectativas e eles acabaram sendo forçados a deixar Minsk. "Kiev não está preparada para negociar porque não pode controlar seus batalhões e impedi-los de continuar atacando áreas residenciais", afirmou Pushilin.

Segundo o porta-voz do Ministério ucraniano do Exterior, Yevhen Perebyinis, não houve envio de representantes porque o governo só negocia com altos líderes separatistas. Perebyinis afirmou, porém, que as conversas para acertar uma rodada de negociações em Minsk continuam.

Além de Donetsk, houve intensos embates nesta sexta-feira entre militares e separatistas em torno da cidade de Debaltseve, sob controle do governo, porém dentro de um território rebelde. A cidade é estrategicamente importante – por lá passa uma linha de trem que conecta Donetsk com outra cidade rebelde importante, Lugansk. No embates, sete civis morreram.

Kerry vai a Kiev

Na próxima semana, o secretário americano de Estado, John Kerry, irá a Kiev, onde se reunirá com lideranças ucranianas e mostrará apoio americano ao governo. Kerry também pretende se encontrar com o ministro do Exterior da Rússia, Serguei Lavrov, em uma conferência de segurança que será realizada em Munique, entre 6 e 8 de fevereiro.

De acordo com o Departamento de Estado, o conflito na Ucrânia deve ser a principal temática abordada por Kerry em encontro com Lavrov. O encontro deve acontecer na próxima quinta-feira.

Cerca de 5,1 mil pessoas morreram até agora no conflito.

MSB/dpa/ap/rtr


Leia mais