1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Circuito de Montreal favorece Ralf Schumacher

Piloto da Williams sabe, porém, que não será fácil chegar à frente da Ferrari do irmão Michael, que tenta sua quinta vitória em Montreal, rumo ao pentacampeonato. Ralf acha que título da temporada já está decidido.

default

Michael, Ralf Schumacher e Mika Hakkinen, no histórico pódio do GP do Canadá de 2001

Assim como os autódromos de Monza (Itália) e Hockenheim (Alemanha), o circuito Gilles Villeneuve é um dos mais rápidos da Fórmula-1. Em quase 56% dos 4,361 quilômetros, os pilotos pisam fundo no acelerador, explorando ao máximo seus motores. Por outro lado, os trechos de alta velocidade são interrompidos por curvas fechadas, que exigem freios e pneus ao extremo.

Ou seja, um circuito em que as Williams-BMW teoricamente levam vantagem sobre as Ferrari. O motor BMW de dez cilindros da equipe inglesa chega a ter 30 cavalos a mais de potência que o concorrente italiano. E os pneus Michelin da Williams seriam mais indicados do que os Bridgestone da Ferrari.

Pneus decisivos – Na temporada passada, a diferença refletiu-se no resultado do GP do Canadá. Ralf venceu, deixando o irmão tetracampeão do mundo na segunda colocação. Foi a primeira vez na história da F-1 que dois irmãos conquistaram lugares no pódio.

Porém, o piloto da Williams não parece tão otimista em repetir a dose. "Somos competitivos. Se isto bastará para vencer, vai depender dos pneus que a Bridgestone oferecer à Ferrari", afirmou Ralf, respaldado pelos resultados da atual temporada.

Favoristimo - Das sete corridas disputadas até agora, Michael Schumacher e sua máquina italiana venceram cinco. Ralf ganhou no Brasil e David Coulthard (McLaren-Mercedes), em Mônaco. "Se tudo correr normal, o título já está decidido. Mesmo assim, ainda não vamos desistir da briga, enquanto matematicamente ainda houver chance de nós o conquistarmos", avisa o piloto da Williams.

Apesar da vitória de Coulthard na última corrida, Michael descarta a possibilidade de a McLaren ameaçar sua supremacia. "O resultado de Monte Carlo não pesará na temporada. As McLaren só são competitivas em poucos circuitos", avalia. "Não contamos com nova vitória este ano", reconhece Adrian Newey, mecânico-chefe da escuderia de Coulthard e Kimi Räikkönen.

Férias – Michael Schumacher chegou a Montreal após curtir dez dias de férias no Texas, num rancho, onde brincou de caubói, com a esposa Corinna e amigos. Antes, o multimilionário alemão doou 20 mil dólares para uma obra social de assistência a crianças abandonadas no Peru.

Fã de futebol e atacante em peladas, o tetracampeão acordou sábado e quarta-feira às 6 horas da manhã para assistir aos dois primeiros jogos da Seleção Alemã no Japão. Ele está certo da classificação da Alemanha para as oitavas-de-final, apesar "da recaída de velhos males" do selecionado nacional na partida contra a Irlanda.

Já o irmão Ralf ainda não viu nenhum jogo da Copa do Mundo e só sabe os resultados da Seleção Alemã.

Leia mais