1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futurando!

Cinco selos de certificação sustentável

Por meio de certificações, é possível saber um pouco mais sobre um produto. Cada vez mais comuns são os selos sustentáveis, que garantem produtos ecologicamente corretos e valorizam pequenos produtores.

1. FSC – Conselho Brasileiro de Manejo Florestal, ou Forest Stewardship Council (FSC), é um sistema de certificação para o controle de práticas florestais de maneira responsável, aliando sustentabilidade econômica com benefícios ambientais e sociais. O conselho, criado por empresas e organizações sociais em 1993, é uma entidade independente que propõe princípios universais para garantir o manejo florestal responsável. Alguns destes princípios são:

- obediência às leis, tratados, convenções e acordos ratificados pelo país;
- respeito aos direitos dos trabalhadores e seu bem-estar social e econômico;
- respeito aos direitos dos povos indígenas e tradicionais;
- relações com a comunidade que contribuam para manter ou aumentar o bem-estar social e econômico local;
- cuidar dos valores da floresta e minimizar os impactos ambientais;
- monitorar e avaliar o plano de manejo e seus impactos de forma participativa, e proporcional à escala, à intensidade e ao risco das atividades.

2. Leed e Aqua – O Leed (Lidership in Energy and Environmental Design) e a Aqua (Alta Qualidade Ambiental) são as duas certificações de construção civil mais conhecidas no Brasil. O Leed é um sistema de certificação que estabelece padrões para a construção civil, pontuando alguns critérios de acordo com o grau de sustentabilidade. Para dar o certificado Leed de prédio verde, a entidade utiliza como critérios a localização, eficiência no uso da água, otimização do uso de recursos materiais, eficiência energética, qualidade do ar, entre outros. A Aqua é uma certificação brasileira que, diferente do Leed, avalia o edifício como um todo e não através de pontuações.

Symbolbild Kaffee Fairtrade Kaffeebohne

O café foi o primeiro produto a seguir o padrão de certificação Fair Trade, em 1988.

3. Fair Trade– O Comércio Justo, ou Fair Trade, é um selo que nasceu na Holanda entre as décadas de 1960 e 70 e que busca desenvolvimento sustentável e justiça social. Para que um produto possua a certificação de Comércio Justo ele precisa:

- criar oportunidades para pequenos produtores do Hemisfério Sul;
- transparência e confiabilidade em toda a cadeia de produção;
- ter práticas de negociação;
- preço justo;
- não utilizar trabalho infantil;
- equiparação entre homens e mulheres;
- melhores condições de trabalho;
- capacitação de produtores;
- promoção do comércio justo;
- preservação do meio ambiente.

4. IBD – O selo da IBD Certificações (Instituto Biodinâmico, de Botucatu) é utilizado na agropecuária, em produtos extrativistas, orgânicos, biodinâmicos e de mercado justo. Ele exige cuidados como desintoxicação do solo, a não-utilização de adubos químicos, respeito a reservas indígenas, preservação de espécies nativas e mananciais, tratamento humanitário de animais, entre outros. A certificação visa o desenvolvimento humano, social e ambiental.

5. ISO 14001 - ISO (International Organization for Standardization) é um sistema de certificação que possui diversos selos. O selo 14001 tem como princípio a proteção ao meio ambiente, a prevenção à poluição e a gestão de impactos ambientais. A intenção é impedir o desperdício de recursos pelas empresas, gerar menos resíduos e evitar danos ao meio ambiente resultantes dos processos de produção.