Ciclone ″Petra″ traz neve e caos à Europa | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 17.12.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Ciclone "Petra" traz neve e caos à Europa

Pelo menos três morreram na Alemanha em acidentes rodoviários causados por mau tempo. Suspensão de aulas e cancelamento de voos são outras consequências. Paris mobiliza tanques militares no combate à massa gelada.

default

Engarrafamento na estrada entre Darmstadt e Frankfurt

O ciclone "Petra" atravessou a Alemanha na noite de quinta-feira, vindo do Noroeste, trazendo muita neve, geada e ventos de até 85 quilômetros por hora. Este início de inverno, adiantado e excepcionalmente rigoroso, continua dificultando o trânsito nas estradas, ferrovias e aeroportos, gerando caos no país.

No estado alemão da Renânia do Norte-Vestfália, por volta da 0h desta sexta-feira (17/12), os engarrafamentos rodoviários chegaram a somar 185 quilômetros, e houve uma interdição temporária para os caminhões de mais de 7,5 toneladas. Dezenove pessoas ficaram feridas nas 251 colisões ocorridas na região renana, somente entre 20h da quinta-feira e 4h da sexta-feira.

Schneechaos Deutschland Wetter Unfall

Acidente na autoestrada A5 (Darmstadt-Frankfurt)

Na Baviera, três pessoas morreram em acidentes de trânsito causados pelas condições meteorológicas. Técnicos da Defesa Civil Alemã (THW) precisaram fornecer bebidas quentes e alimentos aos motoristas dos veículos imobilizados nas estradas de várias partes do país.

As temperaturas ficaram, em média, entre -10ºC e -15ºC, com mínima de -24ºC em Haidmühle, Baviera. Em algumas partes da Baixa Saxônia, chegaram a cair até 20 centímetros de neve.

Falta sal

Há dois dias estão suspensas as aulas nas escolas de diversos locais da Alemanha, já que as companhias de ônibus não estão aptas a garantir o transporte das crianças. Houve interrupções de até quatro horas na rede ferroviária do país, e foram cancelados numerosos voos nos aeroportos de Düsseldorf, Munique, Frankfurt (230 de 1.400 voos) e Berlim (um terço do total), entre outros.

Os serviços para encarregados de remover neve e espalhar sal descongelante e cascalho fino pelas ruas e calçadas trabalham em turnos extraordinários, porém sem conseguir dar conta do volume gerado pelas precipitações contínuas. Os funcionários já contam que terão que fazer plantão no Natal e Ano Novo.

Mesmo para os particulares, o combate à massa gelada está difícil: nas lojas alemãs de material de construção estão em falta artigos como sal, pás de neve e ferramentas para raspar o gelo do para-brisa. Somente no mês de outubro, certas lojas já venderam tanto sal descongelante quanto o total de outubro a dezembro, em anos anteriores.

Tanques em Paris

Winter in Deutschland 15.12.2010 Flash-Galerie

Bombeiros trabalham em estrada no estado de Brandemburgo

O centro de baixa pressão atmosférica também trouxe o caos a outras partes da Europa. Aeroportos internacionais como o de Amsterdã e Belfast tiveram que cancelar voos.

Cerca de um quinto dos départements da França estão em alarme laranja. Sobretudo no norte do país, a neve prejudicou o tráfego rodoviário, praticamente paralisando a rede pública de ônibus. A Cruz Vermelha se encarregou de fornecer alimentos e bebidas aos motoristas presos nos engarrafamentos. Em Paris, o governo chegou a designar tanques militares para a remoção da neve das ruas.

A Automobile Association (AA) de Londres acusou 50% a mais de pedidos de socorro do que a média das sextas-feiras de dezembro. O serviço meteorológico britânico Met Office prevê mais neve para os próximos dias. Este dezembro promete ser o mais frio desde o início dos registros no Reino Unido, em 1910.

AV/dw/dpa/ap/rtr
Revisão: Carlos Albuquerque

Leia mais