1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Chuva atrapalha Copa do Mundo em Düsseldorf

Partidas são interrompidas e transferidas para pavilhão de patinação, atrasando cronograma. Decisivos, jogos de duplas entram pela noite adentro. Haas espera poder defender Alemanha contra Espanha.

default

O público teve de recorrer a guarda-chuvas e capas durante a segunda partida alemã

O temor de que Thomas Haas voltaria para sua casa na Flórida, abandonando a Copa do Mundo de tênis, não se justificou. Proibido pelo médico de pegar na raquete por dois dias, o melhor tenista da Alemanha permaneceu em Düsseldorf e compareceu à quadra central para pedir desculpas ao público por sua ausência.

"Eu não gostaria de fazer outra coisa que não entrar nesta quadra e jogar pela a Alemanha e para este fantástico público aqui em Düsseldorf. Espero estar de novo em forma na sexta-feira para poder jogar bom tênis para vocês", anunciou Haas ao microfone, repetindo o gesto do australiano Patrick Rafter no ano passado.

Alemanha x Grã-Bretanha – No quarto dia da Copa do Mundo, Nicolas Kiefer parecia em condições de substituir o conterrâneo no principal duelo teuto-britânico, contra Tim Henman. O ex-número um da Alemanha rebatia bem as bolas, quebrou duas vezes o serviço do adversário, chegou a estar vencendo o primeiro set por 5/3, mas perdeu o ritmo no tie break e terminou derrotado por 7/6, 6/3.

Lars Burgsmüller surpreendeu, porém, na segunda partida. Jogando de forma agressiva, tinha aberto vantagem de 5/2, quando a chuva em Düsseldorf engrossou e o jogo teve de ser suspenso. Sem que o tempo melhorasse, o torneio foi transferido para o pavilhão de patinação da cidade, com a partida sendo retomada horas depois. Burgsmüller não se deixou abater pelo contratempo e liqüidou Martin Lee com dois sets de 6/3. Foi a primeira vitória da carreira do alemão sobre o britânico em três confrontos.

Espanha x Rússia – A segunda disputa do Grupo Azul sofreu igualmente com a chuva. Ainda ao ar livre, Marat Safin pôs os russos em vantagem ao derrotar Alex Corretja em dois sets de 6/4. Quando o mau tempo obrigou à interrupção das partidas, o espanhol Albert Costa dava o troco em Ievgueni Kafelnikov, vencendo por 4/1. A mudança para a quadra seca também não alterou o rumo deste jogo, que terminou com a vitória de Costa por 6/3 e 7/6.

Com isto, a decisão dos dois confrontos (Alemanha x Grã Bretanha e Espanha x Rússia) ficou para as partidas de duplas. Confira seus resultados na página da Copa do Mundo de Tênis (World Team Cup).

Nesta quinta-feira, sairá o primeiro finalista do mundial. Todos os quatro países do Grupo Vermelho ainda possuem chances, pois cada um soma uma vitória e uma derrota. Os Estados Unidos enfrentam a Suécia, enquanto a França pega a Argentina.

Links externos