1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Jogos Olímpicos

China refuta suspeitas de doping de nadadora recordista

Vitória de Ye Shiwen nos 400 metros medley causa polêmica no mundo esportivo. Além de quebrar o recorde mundial, a atleta de apenas 16 anos nadou o último trecho mais rápido que o vencedor da prova masculina.

A China negou veementemente, nesta terça-feira (31/07), as insinuações de doping por causa do desempenho da nadadora Ye Shiwen, que quebrou o recorde mundial dos 400 metros medley individual nas Olimpíadas de Londres. Ela venceu a prova, disputada no sábado passado, com mais de um segundo sobre o recorde anterior, de 2008.

O chefe da equipe de natação da China, Xu Qi, rebateu as suspeitas sobre o desempenho olímpico da adolescente de 16 anos. "Ye Shiwen tem sido vista como um talento desde que era muito jovem e seu desempenho justifica isso", afirmou à agência de notícias chinesa Xinhua.

"Se houver suspeitas, então, por favor, coloquem em dados e fatos. Não usem insinuações para derrubar os outros. Isso demostra falta de respeito com os atletas e com a natação chinesa."

Ye nadou os últimos 50 metros dos 400 metros medley individual em 28,93 segundos, um tempo melhor do que o nadador americano Ryan Lochte, vencedor da competição masculina, que marcou 29,10 segundos nessa etapa.

"Impossível", afirma técnico dos EUA

As suspeitas sobre o doping foram levantadas quando o americano John Leonard, diretor-executivo da Associação Mundial dos Treinadores de Natação, descreveu o desempenho da nadadora chinesa como "impossível".

"A única coisa que vou dizer é que, na história do nosso esporte, cada vez que vemos algo, e coloco isso entre aspas, inacreditável, a história nos mostra mais tarde que havia doping envolvido", afirmou Leonard ao jornal britânico The Guardian.

Ye imediatamente negou as acusações numa entrevista para a China News Service. "Meus resultados vêm de um trabalho duro e muito treinamento e eu nunca iria usar quaisquer substâncias proibidas", declarou.

Ye ainda busca um segundo ouro olímpico nesta terça-feira, quando nada os 200 metros medley individual.

AFN/afp/rtr/ap
Revisão: Alexandre Schossler