1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Chefe de governo alemão chega nesta quarta-feira a São Paulo

Antes de deixar o México, Gerhard Schröder pregou a globalização sem perdedores e ressaltou ainda a importância da educação para o desenvolvimento econômico e social.

default

Schröder (dir.) e o presidente mexicano, Vicente Fox

O processo da globalização tem de beneficiar igualmente todos os povos, na opinião do chanceler federal da Alemanha, Gerhard Schröder. "Temos de cuidar para que no mundo da globalização não haja perdedores, mas que todos os povos desta Terra tenham uma chance justa de desenvolvimento sustentável", declarou o chefe de governo alemão, nesta terça-feira, numa palestra para estudantes e professores universitários na Cidade do México.

Schröder destacou ainda a importância de um bom sistema educacional para o desenvolvimento econômico e social de um país. "Nenhum povo que queira estar entre os países industrializados pode confiar seu futuro apenas a sua reserva natural de talentos", disse o chanceler diante da platéia universitária.

O chefe de governo alemão chegou à capital mexicana no domingo à noite. Na segunda-feira, encontrou-se com o presidente Vicente Fox. Nesta terça, visitou o Museu Antropológico e almoçou no Instituto Goethe da Cidade do México com intelectuais do país. À tarde, o programa incluía, ao lado do ex-jogador Jürgen Klinsmann, uma partida de futebol entre o time de juniores de um clube mexicano e a equipe da escola alemã da capital mexicana.

Brasil e Argentina – Esta foi a primeira escala em sua viagem pela América Latina, que prossegue nesta quarta-feira no Brasil. Schröder desembarca em São Paulo, onde visitará duas fábricas, uma da Volkswagen e outra de turbinas da Siemens e da Voight. O presidente da Siemens, Heinrich von Pierer, acompanha a comitiva alemã. Em São Paulo, o chefe de governo alemão deve se encontrar ainda com autoridades locais. Na quinta-feira, Schröder irá à Brasília para encontrar-se com o presidente Fernando Henrique Cardoso e participar, junto com o ministro da Economia da Alemanha, Werner Müller, de um seminário.

Em seguida, a delegação alemã viajará para a Argentina. No México, Schröder afirmou que o programa de saneamento apresentado pelo país vizinho ao Brasil mostra que a Argentina está no caminho certo, embora ainda tenha muito o que fazer. O chefe de governo já antecipou que a Alemanha não dará ajuda bilateral.

Leia mais