1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Turismo

Charme, história e cerveja são a cara de Munique

Uma das cidades mais atraentes da Alemanha, Munique (sul do país) sediará o primeiro jogo da Copa do Mundo. Cervejarias, castelos, museus e muito verde completam o roteiro na 3ª maior cidade alemã e a mais cara do país.

default

Prefeitura de Munique

Com 1,3 milhão de habitantes, a capital da Baviera, sede da BMW, da Siemens e da empresa aeroespacial DASA, é um moderno e próspero centro econômico. No entanto, destaca-se por sua arquitetura que preserva o estilo antigo em detrimento à modernidade.

No campo esportivo, é a casa do atual campeão alemão de futebol, o FC Bayern de Munique, e do TSV 1860; em 1972, foi sede dos jogos olímpicos; e, em 1974, abrigou o Mundial de Futebol, no qual a Alemanha foi campeã. Então, para os fãs de esporte visitar o estádio da Copa e a Vila Olímpica, são paradas obrigatórias.

Allianz Arena - Münchens neue Fußballwelt

O estádio da Copa se ilumina com as cores dos times em campo

O Allianz Arena tem capacidade para 66 mil pessoas. Sua parede semitransparente pode ser iluminada nas cores das equipes que estão em campo. Completamente novo, ele foi inaugurado em maio de 2005. Sua construção custou 340 milhões de euros.

O Olympiapark (parque olímpico) tem como atração sua torre, uma imponente construção de 291 metros de altura que conta com um mirante e um restaurante giratório. Do alto, é possível observar as belas paisagens da cidade e seus arredores.

Terra da Oktoberfest

Cidade de 900 cervejarias e 80 biergarten (cervejarias ao ar livre), Munique tem a maior festa popular do mundo. A Oktoberfest atrai a cada ano em torno de seis milhões de turistas ao longo de duas semanas (de meados de setembro ao início de outubro). Mesmo fora da época da festa, o local do evento vale ser visitado, a Theresienwiese.

Georg Obermüller im Hofbräuhaus

Bandinhas típicas animam o clima na Hofbräuhaus

A cervejaria mais famosa da cidade é a Hofbräuhaus, fundada em 1589. Com bandinhas, comida típica e muita cerveja, oferece tudo o que um turista espera da Baviera. Diariamente, são servidos ali até mil litros de chope, nos tradicionais canecos de um litro.

Passeios e atrações

Na Marienplatz, a praça central da cidade, a prefeitura (Rathaus) é a grande atração. Todos os dias, centenas de pessoas se reúnem no local para apreciar o Glockenspiel, famoso carrilhão de Munique, situado no alto da fachada principal. Pontualmente às 11, 12 e 17 horas, os 43 sinos tocam durante oito minutos.

Englischer Garten in München

Englischer Garten é local de lazer e descanso

Os apreciadores da natureza encantam-se com o parque Englischer Garten, que se estende por 2,2 quilômetros ao longo do Rio Isar. Durante o verão europeu, para os mais desinibidos, o nudismo é permitido. Com uma temperatura que, nos dias mais quentes chega a 38ºC, muitos refrescam-se no Isar, rio que também é usado para prática de surf e windsurf pelos esportistas de plantão.

Palácios e igrejas

A três quarteirões da Marienplatz, está a Residenz, enorme palácio, residência oficial dos reis da Baviera (família Wittelsbach) entre 1385 e 1918. Reformado várias vezes ao longo dos séculos, o palácio exibe uma enorme variedade de estilos arquitetônicos. Um dos tantos prédios que teve de ser reconstruído depois da 2ª Guerra, o Residenz hoje abriga um belíssimo museu, uma sala de concertos, a Casa do Tesouro Real e o Teatro Cuvilliés.

BdT Herbstwetter in München Schloss Nymphenburg

Nymphenburg era a residência de verão da família real da Baviera

Entre as atrações estão também o castelo de Nymphenburg, residência de verão dos reis e aristocratas bávaros. Quem visita o palácio, encontra diversos aposentos luxuosamente decorados, com mobílias, pinturas e objetos de arte diversos. Mas o local que costuma fazer mais sucesso entre os turistas é o Museu de Carruagens, localizado numa ala lateral do palácio.

O símbolo de Munique é a Frauenkirche, inaugurada em 1494. A história em torno de sua construção virou lenda. Em 1468, o arquiteto Jerg von Halspach teria feito um pacto com o diabo. Se arrecadasse dinheiro suficiente para a obra, Halspach teria de construí-la sem janelas. Quando o diabo foi conferir o resultado final, foi traído por seu ponto cego e não percebeu que havia várias janelas escondidas atrás de grossas pilastras. Enfurecido por não ter ganho a alma do arquiteto, ele teria deixado uma pegada de cor preta na entrada da catedral. Após a guerra, a igreja foi reconstruída, assim como a famosa pegada.

Na Igreja de São Miguel, é possível visitar a cripta onde estão os restos mortais de muitos Wittelsbachs, entre eles o rei Ludwig 2º.

Compras e espetáculos

Para as compras, a Kaufingestrasse, rua localizada diretamente em uma das saídas do metrô (U-Bahn), na Marienplatz, conta com lojas de departamento como a Kaufhof e a Karstadt, além da loja de produtos eletrônicos Saturn e de vestuário como a H&M e Zara. Cafés, bares e restaurantes estão espalhados pelo centro da cidade e principais pontos turísticos. Na Odeonsplatz, ao lado de Marienplatz, estão os cafés e as lojas de grife mais chiques da cidade.

Teatros não faltam na capital bávara. No Deutsches Theater acontecem apresentações de musicais internacionais famosos, peças e óperas. Na Ópera de Munique, espetáculos de dança e música são apreciados pelos que admiram a arte.

Hollywood alemã

No Bavaria Film Studios é possível conhecer os principais estúdios da produção cinematográfica alemã. Uma visita guiada proporciona conhecer, entre outras coisas, o submarino usado nas filmagens do famoso filme O Barco (Das Boot).

Arredores de Munique

Schloss Neuschwanstein Deutschland Tourismus

Neuschwanstein, em Füssen, deve estar no roteiro de quem vai a Munique

O turista que dispõe de mais tempo, encontra opções de passeios imperdíveis fora de Munique. Um deles é a ida a Füssen (aproximadamente 2 horas de ônibus) para conhecer o mais famoso castelo da Europa, o Neuschwanstein. Construído pelo rei Ludwig 2º e que serviu de inspiração para o castelo da Cinderela dos desenhos de Walt Disney.

Para quem se interessa pela história alemã e quer saber mais sobre as barbaridades cometidas pelos nazistas, vale uma visita ao primeiro campo de concentração nazista em Dachau, a 20 quilômetros de Munique.

A frase gravada no portão de entrada do campo foi transformada em slogan do Terceiro Reich: "Arbeit macht frei" (trabalho liberta). Registros oficiais indicam que mais de 206 mil pessoas foram mandadas para o campo de concentração, mas o número exato de prisioneiros nunca foi revelado. Estima-se que, pelo menos, 31951 prisioneiros morreram ali.

Leia mais