1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Chanceler e presidente alemães vão à final em Yokohama

Há um mês, ninguém imaginava que a Seleção Alemã chegaria à final. Temeu-se até pela eliminação já na primeira fase. Mas, após três 1 a 0, a Alemanha festeja a surpresa prometida desde o início pelo goleiro Kahn.

default

Michael Ballack comemora o gol que deu a vitória para a seleção alemã

Logo após o término da partida desta terça-feira (25/06) em Seul, o chanceler federal da Alemanha, Gerhard Schröder, que está no Canadá, ligou para o técnico Rudi Völler para cumprimentá-lo pela atuação do time alemão.

Tanto Schröder quanto o presidente Johannes Rau já anunciaram que pretendem assistir ao jogo na tribuna do estádio de Yokohama, no Japão, no próximo domingo (30/06).

O piloto alemão de Fórmula-1 Michael Schumacher acompanhou a partida da Seleção Alemã. Ele confessou que sofreu bastante durante os mais de 90 minutos e acha que a Alemanha jogou muito bem, especialmente no ataque.

O ministro do Interior, Otto Schily, outro fã do futebol, disse que o capitão alemão, Oliver Kahn, é o melhor goleiro de todos os tempos. O ministro não tem dúvidas de que a Alemanha será campeã do mundo.

Kahn, que, mais uma vez, salvou a Seleção Alemã de várias jogadas perigosas a gol, afirmou que a meta agora não pode ser outra que não o título. Desde antes do mundial, o goleiro e capitão prometia que a equipe tinha tudo para ser a grande surpresa, sem que houvesse quem lhe desse ouvidos.

A apenas um jogo do título, o atacante Oliver Neuville também já não descarta a conquista inesperada: "Agora tudo é possível, não importa qual o time que venha a ser nosso adversário".

Joseph Blatter, presidente da Fifa, disse que foi justa a vitória da Alemanha. Bastante diplomático, ele acrescentou que a Coréia do Sul merece seu respeito por ter conseguido chegar, pela primeira vez, tão perto da final de uma Copa. Blatter também considerou impecável o desempenho do juiz suíço Urs Meier, que apitou a partida.

Já o treinador alemão Rudi Völler revelou que, pouco antes do intervalo, tinha certeza que a Alemanha iria ganhar, afirmando que sua seleção estava exibindo uma atuação bem melhor do que a sul-coreana. Esta será a sétima vez que o selecionado alemão disputará uma final em campeonatos mundiais.

População comemora - Os alemães saíram às ruas para comemorar a vitória da Alemanha. Em Hamburgo, por exemplo, mais de 50 mil pessoas acompanharam o jogo transmitido em um telão instalado no porto da cidade. No momento do gol de Ballack, o grito de alegria dos fãs pode ser ouvido a quilômetros de distância. Na quarta-feira (26/06), todos estarão de olho na telinha para saber qual será o time adversário, Brasil ou Turquia. A imprensa admite que a seleção canarinho será um páreo duro para a seleção turca, que, por sua vez, quer chegar à final, custe o que custar. As emoções continuam.