1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Cerimônia em Berlim encerra Ano do Voluntariado

Como um dos 123 países que se comprometeram em promover ações voluntárias durante este ano, a Alemanha encerra sua participação com um balanço positivo.

O chanceler federal alemão, Gerhard Schöder, elogiou o empenho dos 22 milhões de pessoas que participaram do Ano do Voluntariado no país. Durante a cerimônia de encerramento da ação, que aconteceu nesta quarta-feira em Berlim, o chefe de governo caracterizou o ato voluntário como "o cerne de uma civilização".

Em seu pronunciamento, Schröder afirmou pretender melhorar as condições para a promoção de ações sociais, a partir de incentivos fiscais. "As barreiras para o voluntariado devem ser reduzidas e o estímulo do cidadão precisa ser despertado", disse.

A opinião é compartilhada pelo presidente da Alemanha. Em entrevista a uma emissora de rádio, Johannes Rau declarou que "como hoje quase tudo pode ser abatido do imposto de renda, é preciso garantir que aqueles que são ativos em ações voluntárias não tenham as suas próprias reservas afetadas".

A ministra da Família, Christine Bergmann (SPD), também se mostrou otimista em relação à atuação dos alemães no Ano do Voluntariado. Segundo ela, "aqueles que se empenham em ações voluntárias eram freqüentemente esquecidos, mas este ano a situação mudou".

O evento em Berlim contou com a presença de 1200 voluntários e representantes das áreas de política, cultura e esporte. Ele encerra oficialmente na Alemanha o Ano do Voluntariado, uma proposta das Organizações das Nações Unidas, que foi seguida por 123 países.