1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Cem mil protestaram contra a globalização

Mais de 100.000 pessoas protestaram, pacificamente, neste domingo (19), em Madri, contra a globalização, vigiadas por forte esquema de segurança.

As faixas exibidas mostravam os motivos da manifestação: "Não à exploração da América Latina" e "Contra a guerra e uma Europa do capitalismo". Os organizadores calcularam a multidão em 200.000 pessoas, mas a polícia corrigiu este cálculo para a metade.

Foi a última das três grandes marchas de protesto na capital espanhola, no fim de semana, que acompanharam o encontro de cúpula dos quase 50 chefes de Estado e de governo da União Européia, América Latina e Caribe.

"Estou aqui para protestar contra a maneira como o Primeiro Mundo trata o Terceiro Mundo", disse Rudolfo Martinez, de 26 anos, acrescentando que "três quartos da população mundial padece fome enquanto só um quarto vive como rei".

Ao contrário das batalhas de rua em Gênova, com saldo de um morto, dezenas de feridos e centenas de presos, não houve notícia de violência durante o protesto de quase três horas em Madri neste domingo. A manifestação foi organizada pelo Fórum Social Transatlântico, uma organização de cúpula que reúne mais de 60 grupos políticos e sociais.

FHC vai a canonização

Depois da cimeira da UE, América Latina e Caribe, o presidente do Brasil, Fernando Henrique Cardoso, foi para Roma, a fim de assistir neste domingo a cerimônia de canonização da primeira santa brasileira, a madre Paulina do Coração Agonizante de Jesus, nascida na Itália, em 1865, e falecida em São Paulo, em 1903.

Leia mais