1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Cem anos de Prêmio Nobel

Condecoração homenageia os maiores representantes de pesquisas científicas e de ações humanitárias do mundo.

default

Alguns dos laureados de 2001, na solenidade de entrega do prêmio

A premiação mais importante e prestigiada nos meios acadêmicos do planeta completa, nesta segunda-feira, cem anos de existência. O Prêmio Nobel, criado pelo sueco Alfred Nobel (1833-1896), tornou-se ícone do progresso científico e de ações humanitárias. A cerimônia de entrega dos prêmios ocorre anualmente em Oslo (Noruega) e em Estocolmo (Suécia), no dia 10 de dezembro, data do aniversário da morte de seu criador.

Este ano, o ganaense Kofi Annan foi condecorado com o Prêmio Nobel da Paz. Como secretário-geral das Organizações das Nações Unidas (ONU), Annan foi lembrado por seu trabalho em favor da resolução de conflitos e da promoção dos direitos humanos no mundo. O alemão Wolfgang Ketterle dividiu o Prêmio Nobel de Física com os americanos Eric Cornell e Carl Wieman.

Desde 1901, foram laureadas 735 personalidades, dentre elas 78 alemãs. Logo na sua primeira premiação, a Alemanha recebeu a maioria das nomeações, ficando conhecida até 1933 como a nação da ciência. Entre os premiados mais famosos está Albert Einstein, que recebeu o Prêmio Nobel de Física por suas pesquisas sobre efeito fotoelétrico, em 1921.

História – O inventor Alfred Nobel criou o Prêmio que leva o seu nome com o objetivo de homenagear as personalidades que contribuem para o desenvolvimento científico e para a defesa dos direitos humanos. Neto de Olof Rudbeck, o mais conhecido gênio da tecnologia na Suécia, Nobel também ficou conhecido por suas engenhosas contribuições para a ciência. Foi responsável por inúmeras pesquisas na área de explosivos e, em 1866, criou a dinamite.

Apesar de sua invenção ter representado um importante avanço científico, ela acaba por carregar uma conotação negativa, por se tratar de uma arma letal. Preocupado com isso, Nobel decidiu criar um prêmio com o seu nome, a fim de incentivar a pesquisa e promover o "bem da humanidade".

Como herança deixada às gerações futuras, o inventor dedicou sua fortuna a uma instituição que premiasse descobertas nos campos da física, química, medicina e literatura. Além disso, parte do dinheiro deveria ser oferecido àqueles que lutam pela paz e união das nações.

A partir de então, os laureados passaram a receber anualmente uma medalha de ouro com a efígie de Alfred Nobel, um diploma e um prêmio em dinheiro, que este ano é de cerca de 2 milhões de marcos, mais de um milhão de euros.

Prêmio para a Língua Portuguesa – José Saramago foi o primeiro escritor da Língua Portuguesa a receber o Prêmio Nobel da Literatura. Em 1988, foi condecorado pela Academia Sueca "devido às parábolas baseadas na imaginação, na compaixão e na ironia". Sua obra é uma das mais conhecidas e prestigiadas da literatura portuguesa contemporânea.

Leia mais