1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Celular vira máquina fotográfica

Vodafone D2 antecipa lançamento do serviço MMS (Serviço de Mensagem Multimídia) na Europa e inicia "nova era na telefonia móvel"

default

MMS sucede SMS

A operadora Vodafone D2 lançou, três meses antes do previsto, nesta quinta-feira (18), o MMS (Serviço de Mensagem Multimídia) na Europa. Com isso, seus clientes agora podem usar o celular como máquina fotográfica e enviar mensagens multimídia de qualquer tamanho, incluindo fotos e músicas.

A segunda maior operadora da Alemanha, que se chamava Mannesmann antes de ser comprada pela Vodafone inglesa, ganhou a corrida das operadoras européias para iniciar a chamada "nova era na telefonia celular". Sua principal concorrente, a alemã T-Mobile, planeja lançar o serviço em meados de 2002. As outras subsidiárias nacionais do grupo inglês pretendem oferecer o MMS já nos próximos meses.

Geração pós-SMS - O MMS é o sucessor serviços de mensagens curtas SMS e só pode ser usado por quem tem um celular MMS. Na Europa, no momento, somente um produto da Ericsson, equipado com câmara fotográfica, funciona com essa tecnologia. Ele custa cerca de 500 euros. Em meados deste ano, outros fabricantes pretendem lançar produtos semelhantes no mercado.

No Japão, a J-Phone, subsidiária da Vodafone, já vendeu mais de três milhões de celulares com câmaras fotográficas, fazendo concorrência cada vez maior à NTT DoCoMO, conhecida pelo serviço de Internet i-mode.

O MMS destina-se à transmissão de dados, textos, fotos, sons e, mais tarde, até seqüência de vídeo. O número de símbolos que podem ser usados em mensagens escritas é ilimitado (o SMS era limitado a 160). Como oferta de lançamento, a Vodafone permite a transmissão gratuita de fotos até 31 de junho de 2002.