1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

CDU/CSU desistem de plano para atuação das Forças Armadas na Copa

A União Democrata Cristã (CDU) e a União Social Cristã (CSU), que formam a coalizão governamental alemã com o Partido Social Democrata (SPD), desistiram do plano de mudar a Constituição para dar poder policial às Forças Armadas durante a Copa 2006.

"Realmente não vamos conseguir realizar isso com nosso parceiro de coalizão, muito menos até a Copa", disse a chanceler federal alemã, Angela Merkel, na noite desta sexta-feira (17/02), em entrevista à rede de televisão ZDF. "Talvez alguns soldados possam apoiar a polícia. Isso já é possível com base na legislação atual", acrescentou.

Enquanto o SPD é contra a atuação das Forças Armadas na segurança interna, a aliança CDU/CSU é da opinião de que não é mais possível uma separação estrita entre segurança interna e externa. Merkel disse que "ninguém queria postar soldados nos estádios. A intenção era apenas criar uma reserva para situações especiais".

O debate sobre a atuação das Forças Armadas na Copa já dura meses na Alemanha. Na quarta-feira (15/02), o Tribunal Constitucional Federal alemão derrubou a lei do abate de aviões seqüestrados, que abria uma brecha para a ação policial dos militares. Depois disso, o ministro do Interior, Wolfgang Schäuble, e os governos da Baviera e Brandemburgo pediram uma mudança da Constituição.