1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futebol

Caso Neymar derruba presidente do Barça

Pressionado por denúncias de que contratação do atacante brasileiro teria custado 38 milhões de euros a mais do que o anunciado, Sandro Rosell renuncia ao cargo, mas volta a negar acusações.

A controvérsia envolvendo os valores da contração de Neymar, agora alvo de investigação judicial na Espanha, levou nesta quinta-feira (23/01) à renúncia do presidente do Barcelona, Sandro Rosell, que estava há quatro anos no cargo.

Segundo denúncia feita pelo jornal espanhol El Mundo, Neymar teria deixado o Santos por 95 milhões de euros – 38 milhões a mais que o valor inicialmente declarado pelo Barcelona. A quantia desembolsada faria do atacante da seleção brasileira a contratação mais cara da história do futebol.

Ao anunciar a renúncia, o cartola lembrou as conquistas do Barcelona durante sua gestão, como o título da Liga dos Campeões de 2011, e repetiu o discurso dos últimos dias de que as denúncias envolvendo seu nome são injustas.

FC Barcelona Jubel Neymar

Neymar teria custado 95 milhões de euros

"Eu e minha família sofremos ameaças e ataques que me fizeram repensar ser presidente. Nos últimos dias sofri uma denúncia injusta de apropriação indébita, que chegou à Justiça", afirmou. "Minha etapa aqui terminou."

A investigação começou após Jordi Cases, um dos sócios do Barcelona, ter entrado na Justiça para exigir esclarecimentos sobre supostas irregularidades na transferência do brasileiro.

Ainda segundo o El Mundo, o dinheiro não declarado incluiria 2 milhões de euros para procura de novas promessas do Santos; 4 milhões para um trabalho de captação de contratos de publicidade de empresas brasileiras; e 2,5 milhões para Neymar destinar a projetos sociais em São Paulo.

O atual vice-presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, vai assumir o cargo e ficará à frente do clube até 2016, quando terminaria o mandato de Rosell.

Leia mais