1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Caso Litvinenko: Polícia confirma sinais de polônio na Alemanha

Investigadores detectam sinais de polônio 210 na casa da ex-mulher de Dimitri Kovtun, um empresário que teve contato com Alexander Litvinenko, morto em Londres depois de ser contaminado com o material radioativo.

default

Investigadores confirmam sinais do material na Alemanha

"Há definitivamente sinais de polônio 210", afirmou o coordenador das investigações sobre o caso em Hamburgo, Thomas Menzel.

A substância radioativa foi encontrada na casa da ex-mulher de Dmitri Kovtun, com quem Litvinenko manteve contato em Londres no último 1° de novembro. De acordo com as investigações realizadas até o momento, o ex-espião foi contaminado exatamente neste dia.

Sinais do material radioativo foram também encontrados pelos investigadores num carro e numa propriedade da ex-sogra de Kovtun, no Estado alemão de Schleswig-Holstein.

"Pode-se partir do princípio de que as substâncias ali encontradas também são polônio", declarou Menzel. O avião da companhia aérea German Wings, porém, foi liberado depois de um exame detalhado, no qual não foram encontrados sinais de substâncias radioativas. Kovtun havia voado com uma aeronave da empresa para Londres.

Processo judicial

Segundo o promotor Martin Köhnke, já foi encaminhado na Alemanha um processo contra Kovtun, contendo acusações de abuso de material radioativo.

Há suspeitas de que Kovtun tenha transportado a substância fora de seu corpo até Hamburgo. Os cerca de 30 moradores do prédio onde vive sua ex-mulher no bairro Altona, na cidade, foram obrigados a deixar suas casas devido às investigações.

Leia mais