1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Casal de irmãos quer derrubar proibição do incesto na Alemanha

Último passo de uma longa batalha nos tribunais: casal de irmãos, que tem quatro filhos, quer o direito de permanecer casado.

default

"As filhas de Ló", um símbolo bíblico do incesto

Um casal de irmãos residente em Zwenkau, na Saxônia, quer convencer o Tribunal Constitucional Federal alemão a revogar a lei que proíbe o incesto entre irmãos. Segundo o advogado do casal, Endrik Wilhelm, o argumento usado por eles é que o artigo 173 da Código Penal alemão, que proíbe as relações incestuosas entre parentes em primeiro grau, fere o direito fundamental de os adultos serem livres para escolher seus parceiros sexuais.

O advogado alega ainda que vários países já excluíram esse tipo de proibição de sua legislação. Segundo ele, "em direito penal, sempre há um autor do crime e uma vítima, e, nesse caso, fica sempre a pergunta sobre quem está sendo prejudicado".

Bundesverfassungsricht Richter Erster Senat

Juízes do Tribunal Constitucional Federal, que decidirão o futuro do casal de irmãos

Os irmãos Patrick S., de 28 anos, e Susan K., de 21 anos, têm a mesma mãe, mas não usam o mesmo sobrenome. Patrick foi entregue para adoção quando ainda era bebê e cresceu com uma família em Potsdam, enquanto Susan foi criada pela mãe biológica em Leipzig. Os dois só se conheceram em 2000, quando Patrick resolveu procurar a família biológica.

O casal de irmãos tem quatro filhos – Susan tem um quinto filho, de outra relação – e essa situação serviu como agravante para a pena de Patrick, que já foi condenado em novembro de 2005 a dois anos e meio de cadeia. Susan também foi condenada, mas nunca foi obrigada a cumprir pena, porque sempre foi julgada como menor de idade, o que a isentava da reclusão.

Depois da condenação, Patrick fez operação de vasectomia e não pode mais ter filhos. Ele ainda tem mais um ano de prisão a cumprir a partir de março. E para evitar que ele cumpra a pena até o fim, os advogados estão tentando legalizar o casamento. (jl)

Leia mais