Carro atropela vários pedestres na Times Square | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 18.05.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Estados Unidos

Carro atropela vários pedestres na Times Square

Incidente no coração de Nova York mata adolescente e fere ao menos outras 22 pessoas. Condutor é detido, enquanto autoridades investigam circunstâncias do atropelamento. Polícia suspeita de caso isolado.

Um veículo em alta velocidade atropelou pedestres nesta quinta-feira (18/05) na região da Times Square, em Nova York, antes de colidir contra um poste. Pelo menos uma pessoa morreu e outras 22 ficaram feridas, informou o Corpo de Bombeiros da cidade americana.

Segundo autoridades, a vítima que não resistiu aos ferimentos era uma adolescente de 18 anos. A irmã dela, de 13 anos, também foi atingida e está hospitalizada. Entre os feridos, quatro estão em estado crítico, três em estado grave e os outros 15 sofreram ferimentos leves, comunicaram os bombeiros.

As circunstâncias do incidente ainda estão sendo investigadas. As autoridades suspeitam que se trate de um caso isolado, segundo afirmou a Polícia de Nova York, mas o esquadrão antibombas foi enviado ao local para inspecionar o veículo, antes de ser descartada a hipótese de terrorismo.

Segundo relata a imprensa americana, o carro era conduzido na contra-mão quando atingiu os pedestres. Imagens do local do incidente mostram o automóvel danificado na calçada.

A Polícia de Nova York informou que o condutor do veículo foi detido. Ele foi identificado como Richard Rojas, de 26 anos, morador do Bronx. Segundo agências de notícias, ele já tinha passagem pela polícia, inclusive por ter dirigido embriagado. Rojas será submetido a testes para verificar o consumo de álcool e drogas.

Testemunhas relatam momentos de desespero no local, que é um dos principais pontos turísticos de Nova York. Ouvido pela agência de notícias AP, o americano Asa Lowe conta que o veículo "simplesmente passou por cima das pessoas". "Ele não parou. Continuou indo", diz ele. "[O condutor] então saiu do carro e correu, depois de ser enfrentado pelos presentes. Os cidadãos simplesmente reagiram."

EK/ap/dpa/efe/ots

Leia mais