1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Carne: pane com testes de BSE pode custar milhões

A ministra alemã da Agricultura expôs em Bruxelas as falhas descobertas nos laboratórios que testavam carne. A UE poderá exigir milhões de volta. A McDonald's bloqueou a entrega de alguns carregamentos de carne.

default

Pedaço de cérebro bovino sendo testado

A Alemanha provavelmente terá que restituir milhões de dólares à União Européia, devido às irregularidades constatadas nos testes de BSE, parcialmente financiados com verbas de Bruxelas. "É uma grande importância", disse a ministra da Agricultura e Defesa do Consumidor, Renate Künast", na capital belga, onde participou, nesta segunda-feira, do conselho de ministros da Agricultura. Ela informou seus colegas sobre as falhas descobertas nos testes para detectar o mal da vaca louca.

Padrão nacional - Künast anunciou que irá impor um padrão nacional de controle dos testes de carne. O controle, em si, é incumbência dos estados, o que esclareceu a ministra, principalmente quando lhe perguntaram em Bruxelas quem iria restituir o dinheiro. "Nós não falhamos no controle, a responsabilidade é dos estados", ressaltou.

O comissário da Defesa do Consumidor, David Byrne, criticou que novamente houvesse problemas na aplicação de diretrizes da UE, causados pelo fracasso dos mecanismos federativos. Em nível europeu também estão sendo elaboradas regras para harmonizar os testes de BSE.

Na Alemanha já foram fechados 12 laboratórios particulares onde eles eram realizados e apreendidas mais de 2.500 toneladas de carne de gado por precaução. David Byrne agradeceu à ministra pela franqueza e a rapidez com que as autoridades alemãs agiram no caso.

Os cálculos do prejuízo - A União Européia só poderá precisar a soma a ser restituída após um exame minucioso, disse um porta-voz do comissário da Agricultura, Franz Fischler. Isso será feito primeiramente pela Comissão de Veterinária da UE, que apresentará à Comissão Européia uma recomendação. Bruxelas subvencionou cada teste com 15 euros, concedeu recursos para a compra de cabeças de gado mais velhas, para fins de teste, e também compensações pelo que se deixou de exportar. Segundo a imprensa alemã, as subvenções européias à Alemanha foram no total de 110 milhões de euros e a restituição a ser reivindicada poderá atingir 40 milhões de euros.

Segundo informou a ministra, parte da carne testada nos referidos laboratórios já foi consumida. Isso incluiria carne que foi doada à Coréia do Norte. Um outro fornecimento foi interceptado em alto mar, tendo sido separada a carne não devidamente testada.

Ao todo há 96 laboratórios particulares que atuam nesse setor. As irregularidades foram constatadas nos estados da Baviera, Baden-Württenberg, Renânia do Palatinado, Bremen e, nos últimos dias, também na Renânia do Norte-Vestfália.

Mais um caso de BSE - No ano passado, foram realizados 2,8 milhões de testes de BSE. Por lei, deve-se testar a carne de todas as cabeças de gado com mais de 24 meses. Nesta segunda-feira, foi confirmado o 156º caso da enfermidade bovina no país.

McDonald's - Por precaução, a cadeia McDonald's de fast food bloqueou a entrega de alguns carregamentos de carne às suas lanchonetes. Eles haviam sido testados em Baden-Württemberg. No entanto, continua a venda de hamburgers e demais produtos que contêm carne, garantiu um porta-voz.