1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Caribenhos enfrentam ex-potência colonial

Trinidad e Tobago enfrenta Inglaterra pelo grupo B em Nurembergue. Seleção inglesa quer garantir classificação antecipada para as oitavas, o que não consegue desde 1982, na Espanha.

default

Na véspera da partida, trinitinos fazem críticas a Beckham

Muitos jogadores de Trinidad e Tobago conhecem as estrelas da seleção inglesa de assistir os jogos dos campeonatos europeus pela tv. Nesta quinta-feira (15/06), eles querem derrotá-lo. Quinze jogadores da seleção caribenha atuam no Reino Unido – à exceção do goleiro Hislop, do West Ham, todos nas divisões inferiores.

Após o sensacional empate com a Suécia, o otimismo tomou conta da concentração de Trinidad e Tobago, que enfrenta pela primeira vez a Inglaterra, da qual se tornou independente em 1962.

A seleção inglesa, que teve um desempenho decepcionante na vitória de 1 a 0 sobre o Paraguai, pretende justificar seu papel de favorita. Mas, ainda com o atacante Rooney se recuperando de um problema no pé direito, o treinador Sven-Goran Eriksson ganhou mais um problema para escalar a equipe. O lateral-direito Gary Neville sente dores na panturrilha e pode ser vetado pelo departamento médico. Caso não possa atuar, as opções para o setor são Hargreaves e Carragher.

Eriksson deve manter o mesma esquema de jogo contra o Paraguai, o 4-4-2. Com isso, Michael Owen vai ter uma nova chance de mostrar seu potencial ao lado de Peter Crouch. Na primeira partida, o craque inglês foi substituído logo no início do segundo tempo. Voltando de lesão, o atacante ainda não está na melhor forma.

Além disso, o treinador afirmou que o jovem atacante Theo Walcott jogará pelo menos alguns minutos da Copa 2006 e que isso, talvez, aconteça na partida desta quinta-feira (15/06) às 18h (13h de Brasília) em Nurembergue.

Apesar do amplo favoritismo para o confronto, os ingleses pregam respeito ao adversário, sobretudo pela presença do centroavante Yorke, ex-Manchester United e bastante conhecido por alguns jogadores.

Confiança regada a rum

Já a estreante seleção de Trinidad e Tobago começa a sonhar com a classificação. O experiente técnico holandês Leo Beenhakker, porém, perdeu o lateral-direito Avery John, expulso. O provável substituto será o meia-atacante Jones, passando o volante Edwards para a ala.

Embalado pela confiança, Beenhakker deu uma declaração polêmica na véspera da partida. "No papel, a Inglaterra tem mais talento do que o nosso time, mas eles são, praticamente, uma equipe de bolas paradas. Nos últimos dois jogos que fez, a Inglaterra marcou seis gols, cinco neste tipo de jogada", criticou.

Além disso, o assistente Wim Rijsbergen disse que Beckham é melhor em vender camisetas do que em vencer partidas. "Beckham é apenas um jogador comercial. Veja como ele joga no Real Madrid, ele não se preocupa com o time. Ele não faz diferença. Pelo lado comercial, é muito bom tê-lo em seu time, mas ele não faz o suficiente em campo", sentenciou.

Para motivar a equipe, o treinador e os 23 jogadores vão ganhar cada um, barris de rum especialmente conservado, no caso de vitória sobre os ingleses. O presente será do presidente do Grupo de Compañías Angostura, Nigel Bissoon. Os 24 barris darão um total de 247 litros da bebida típica caribenha.

INGLATERRA x TRINIDAD E TOBAGO

Data : 15/06/2006

Local : Frankenstadion, em Nurembergue

Horário : 18h (13h de Brasília)

Árbitro : Toru Kamikawa (Japão)

Auxiliares : Yoshikazu Hiroshima (Japão) e Dae Young Kim (Coréia do Sul)

Prováveis escalações

Inglaterra

Robinson – Gary Neville, Ferdinand, Terry e Ashley Cole – Gerrard, Lampard, Beckham e Joe Cole – Crouch e Owen.

Técnico : Sven-Goran Eriksson

Trinidad e Tobago

Hislop – Edwards, Lawrence, Sancho e Gray – Birchall, Theobald, Jones e Samuel – Stern John e Yorke.

Técnico : Leo Beenhakker

Leia mais