1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

CAPES quer estreitar intercâmbio com universidades alemãs

Professor gaúcho realiza viagem à Alemanha, em missão do Itamaraty e CAPES, para ampliar intercâmbio com universidades e realizar palestras sobre os "Traços Políticos e Sociais da Democracia Brasileira".

A Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) está interessada num programa de intercâmbio com a Universidade Livre de Berlim, em especial com o conceituado Instituto de Estudos Latino-Americanos. Os planos incluem ainda o fomento dos estudos brasileiros na Universidade Humboldt, situada na zona leste da capital alemã, e em outras escolas superiores do país.

Com a finalidade de estabelecer os necessários contatos, esteve em Berlim o professor Denis Rosenfield, catedrático da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Rosenfield, doutorado com menção honrosa pela Sorbonne e ex-vice-presidente do CNPq, aproveitou sua estada na capital alemã para uma palestra na Embaixada do Brasil. Tratou do tema que já abordara em Munique: a democracia brasileira, seus problemas estruturais e a erosão da autoridade estatal.

Foi em Munique que teve início a missão de Rosenfield. Na Universidade Ludwig Maximilian está instalada a Cátedra Rio Branco de Estudos Brasileiros, instituída em 1999 a partir de acordo entre o Instituto Rio Branco, do Ministério das Relações Exteriores, a CAPES e a própria universidade da capital da Baviera.

O professor gaúcho, que colabora como analista político para os jornais O Estado de São Paulo e Correio Braziliense, mantém estreitas relações com a França no campo dos estudos filosóficos. Foi membro do Colégio Internacional de Filosofia de Paris, de 1982 a 1988, sendo responsável pelo Acordo Brasil-França de Pesquisa em Filosofia.