Cantor Pete Doherty se desculpa por entoar estrofe proibida do Hino Nacional alemão | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 02.12.2009
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Cantor Pete Doherty se desculpa por entoar estrofe proibida do Hino Nacional alemão

Líder da banda de rock Babyshambles foi vaiado pelo público ao entoar estrofe do Hino Nacional alemão instrumentalizada pela propaganda nazista. Doherty afirmou não conhecer controvérsia em torno da canção.

default

Doherty se desculpou através de seu empresário

O cantor de rock inglês Pete Doherty pediu desculpas por ter entoado a estrofe proibida do Hino Nacional alemão, em apresentação-surpresa durante o festival "on3", organizado pela emissora de rádio alemã Bayerischer Rundfunk (BR), no último fim de semana em Munique.

Devido à sua instrumentalização pela propaganda nacional-socialista, a primeira estrofe da A Canção dos Alemães, com o refrão "Alemanha, Alemanha acima de tudo, acima de tudo no mundo...", não é mais cantada.

Pedido de desculpas

O cantor que ganhou fama por seu consumo excessivo de álcool e drogas entoou o refrão durante o festival destinado ao público jovem, sendo vaiado em seguida pelos espectadores presentes ao evento. A emissora alemã exigiu um pedido de desculpas de Doherty.

Através de seu empresário, o líder da banda Babyshambles e ex-namorado da modelo Kate Moss afirmou que lamentava muito "caso outra banda, músicos, membros da equipe, espectadores ou ouvintes e a Bayerischer Rundfunk tenham se sentido insultados durante sua apresentação."

Doherty afirmou que não conhecia a controvérsia em torno da canção e que gostaria de se desculpar "de todo coração", informou seu empresário em Londres, nesta terça-feira. Ele acresceu que o próprio Doherty teria ascendência judia e se engajaria contra o racismo. Em sua apresentação em Munique, ele quis apenas "se misturar com o público".

Terceira estrofe

A Canção dos Alemães ( Das Lied der Deutschen) foi escrita em 1841, pelo poeta e professor de Literatura August Heinrich Hoffmann von Fallersleben, para uma melodia de Joseph Haydn, o Hino do Imperador, dedicado a Francisco 2°.

Após a Segunda Guerra Mundial, somente a terceira estrofe do texto de Von Fallersleben "Unidade e direito e liberdade para a pátria alemã..." passou a ser cantada em solenidades oficiais, formando hoje o Hino Nacional do país.

CA/dpa/ap

Revisão: Simone Lopes

Leia mais