1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

América Latina

Candidato da esquerda pede recontagem de votos no México

López Obrador afirma ter havido fraude na eleição que deu a vitória ao candidato do PRI, Enrique Peña Nieto. O esquerdista acusa o partido vencedor de ter comprado milhões de votos.

O candidato da esquerda à eleição presidencial mexicana, Andrés Manuel López Obrador, anunciou nesta terça-feira (03/07) ter solicitado a recontagem total dos votos. Ele ficou em segundo lugar na eleição de domingo passado, quase sete pontos percentuais atrás do candidato do Partido Revolucionário Institucional (PRI), Enrique Peña Nieto.

López Obrador justificou a iniciativa, afirmando que sua equipe detectou irregularidades em 113.855 dos 143.132 locais de votação. Ele disse que as eleições não foram transparentes e acusou o PRI de ter comprado milhões de votos. Peña Nieto obteve 38,15% dos votos, contra 31,64% de López Obrador, após a contagem de 98,95% das urnas.

"Nós apresentamos um pedido formal da coligação para uma nova contagem dos 143.132 locais de votação instalados para a eleição presidencial", afirmou à imprensa o coordenador da campanha eleitoral de López Obrador, Ricardo Monreal, na presença do candidato.

A esquerda afirma que houve compra de votos por parte do PRI e diz que, em alguns locais de votação, o número de votos depositados supera o de eleitores registrados.

López Obrador havia pedido uma recontagem na eleição de 2006, quando foi derrotado pelo atual presidente, Felipe Calderón.

AS/lusa/afp/dpa/rtr
Revisão: Mariana Santos

Leia mais