1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

"Cancelamento de amistoso da Alemanha foi inevitável"

Sem revelar fonte, presidente do Departamento Federal de Investigações afirma que "indício sério" de possível atentado levou à decisão de suspender partida contra Holanda. Alemanha é "alvo declarado" de terroristas, diz.

O presidente do Departamento Federal de Investigações da Alemanha (BKA), Holger Münch, afirmou nesta quarta-feira (18/11) que o cancelamento inesperado do

amistoso entre Alemanha e Holanda

, em Hannover, no dia anterior foi inevitável, ressaltando que a decisão visava a segurança da população.

De acordo com Münch, havia um "indício que deveria ser levado a sério" de que um atentado era planejado. Ele acrescentou ainda que autoridades de segurança não darão detalhes sobre a forma do indício e nem a fonte, para não deixar a população mais insegura.

Durante uma coletiva de imprensa, o presidente do BKA reforçou que não há, no momento, nenhum indício concreto de um possível atentado na Alemanha, mas lembrou que o país é um "alvo declarado" de terroristas islamitas. Ele reiterou que essa informação não é nova, porém ela tomou uma nova dimensão após os ataques em Paris da última sexta-feira, que deixaram ao menos 129 mortos.

Assistir ao vídeo 01:28

Jogo entre Alemanha e Holanda suspenso

Os atentados da capital francesa apontam para "criminosos bem treinados e, principalmente, determinados, além de longo planejamento", disse Münch. Alguns dos

terroristas envolvidos

nos ataques em Paris retornaram à Europa após passagem pela Síria, onde se juntaram ao grupo extremista o "Estado Islâmico" (EI).

Aproximadamente 750 pessoas viajaram recentemente da Alemanha ao Iraque e à Síria, segundo Münch. Entre eles, cerca de 150 seriam mulheres que ainda estão nesses países. "Cerca de um terço dessas pessoas já voltaram para a Alemanha", disse o presidente do BKA, afirmando que a rede global de extremistas é um dos desafios centrais no combate ao terrorismo.

Devido à grande insegurança atual, o presidente do BKA disse que as autoridades têm recebido "muitas denúncias" contra pessoas consideradas suspeitas e essas costumam ser investigadas, mas basicamente é válido o princípio "precisamos separar o joio do trigo".

Münch afirmou ainda que a polícia e autoridades de segurança na Alemanha estão trabalhando em modo de crise em vários locais. O fluxo migratório, além do registro e verificação de cidadãos oriundos de países como Síria e Iraque são grandes desafios, ressaltou.

CN/afp/rtr/dpa

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados