1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Canadá oferece exílio a blogueiro saudita

Governo canadense facilita entrada de Raif Badawi no país. Blogueiro preso na Arábia Saudita foi condenado por suas postagens críticas e corre risco de vida com execução da pena de mil chibatadas.

O governo do Canadá ofereceu nesta sexta-feira (12/06) exílio a Raif Badawi, ao listá-lo como imigrante prioritário devido a razões humanitárias. O blogueiro saudita foi condenado no seu país a dez anos de prisão, mil chibatadas e uma multa equivalente a 195 mil euros, por suas postagens críticas.

A província de Quebec ofereceu ao ativista, de 31 anos, o certificado de seleção de imigração. Esse documento é emitido "em circunstâncias excepcionais para estrangeiros que precisam de proteção", afirmou a secretária de Imigração do Quebec, Kathleen Weil.

Badawi está preso na Arábia Saudita. O documento seria uma tentativa de pressionar o governo do país a libertar o blogueiro. A esposa do ativista, Ensaf Haidar, e seus três filhos se exilaram no Canadá, depois de terem fugido da Arábia Saudita em 2012.

O ministro canadense de Segurança Pública, Steven Blaney, afirmou ter esperanças de que a proposta de imigração "permita romper o impasse e alcançar um final feliz".

Na quinta-feira, a Arábia Saudita voltou a condenar as

críticas internacionais

à sentença. O país já havia dito anteriormente que não aceitaria ingerência externa em assuntos domésticos e que o clamor da mídia diante da punição de Badawi fere a independência do sistema judicial do país.

O blogueiro foi preso em 2012 e condenado dois anos depois. Após receber as primeiras chibatadas em janeiro deste ano, a punição física ao ativista deveria continuar semanalmente, mas foi suspensa por motivos de saúde.

Em fevereiro deste ano, a Deutsche Welle concedeu a Badawi o prêmio DW Freedom of Speech (DW Liberdade de Expressão) e anunciou que sua esposa receberia a homenagem por ele.

CN/afp/dw

Leia mais