Campeonato Alemão começa com Dortmund e Bayern como favoritos | Leia as principais notícias sobre o futebol internacional | DW | 05.08.2011
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futebol

Campeonato Alemão começa com Dortmund e Bayern como favoritos

A partida entre o campeão Borussia Dortmund e o Hamburgo dá início a mais uma temporada da Bundesliga. Com contratações milionárias, o Bayern de Munique é de novo o favorito. E mais um recorde de público é esperado.

default

Sven Bender e Bastian Schweinsteiger: duelo entre o campeão Dortmund e o eterno favorito Bayern de Munique

Após 12 semanas de pausa, começa nesta sexta-feira (06/08) mais um Campeonato Alemão de Futebol, a Bundesliga. Como sempre acontece no início da temporada, os papéis estão "bem distribuídos" entre os clubes: os times em ascensão estão diante de uma temporada difícil, equipes como o Leverkusen e o Hamburgo vão lutar para conseguir uma vaga nos torneios internacionais e o campeão, claro, será o Bayern de Munique.

Deutschland Fußball Bundesliga Borussia Dortmund gegen Eintracht Frankfurt Meisterschale

Borussia Dortmund comemora o título da Bundesliga 2010/2011

Para o técnico Jürgen Klopp – do Borussia Dortmund (BVB), atual campeão da Bundesliga –, seria uma "loucura" se os bávaros deixassem escapar o 23º título, com tudo o que eles estão investindo. Mais uma vez, Klopp evita pronunciar a palavra "campeão" ao se referir ao Borussia. "Queremos ser um adversário forte e incômodo", diz. "Queremos que todas as equipes que jogarem contra tenham grandes dificuldades."

É o que também diz o zagueiro Mats Hummels. "O Bayern é de novo o favorito. Mas, se mostrarmos um pouco do que sabemos fazer, então também não será fácil para os outros jogar contra nós", considera. O Dortmund perdeu o craque Nuri Sahin para o Real Madrid, mas em troca embolsou 10 milhões de euros. O dinheiro foi investido em Ilkay Gündogan e Ivan Perisic – que antes jogavam no Nürnberg e no Brügge, respectivamente.

Bayern como favorito

Com jogadores como Thomas Müller, da seleção alemã, o Bayern encara com autoconfiança mais um início de temporada. "Trouxemos bons reforços. Por isso, nosso objetivo é o título. É preciso levar o Dortmund em consideração, mas somos o Bayern de Munique e queremos vencer", anunciou Müller.

Após um ano de comedimento, os bávaros entraram com tudo no mercado de contratações. Os nomes recentes de maior destaque são Manuel Neuer, vindo do Schalke; Jerome Boateng, do Manchester City; e o brasileiro Rafinha, do Gênova. O Bayern investiu cerca de 40 milhões de euros em seu novo trio defensivo. Outros 3 milhões foram gastos na compra do atacante Nils Petersen, do Energie Cottbus, e 300 mil euros no empréstimo do craque japonês Takashi Usami.

Manuel Neuer FC Bayern München gegen AC Mailand Flash-Galerie

Com suas defesas espetaculares, Neuer promete fazer a diferença no Bayern de Munique

Mas as esperanças estão depositadas principalmente no treinador Jupp Heynckes, que veio do Bayer Leverkusen e, em 2011, assumiu pela terceira vez o comando do Bayern de Munique (a primeira havia sido entre 1987 e 1991, e a segunda, em 2009). "Jupp é o cara certo, no lugar certo e na hora certa. Estou convencido de que teremos uma temporada bem-sucedida", disse o presidente do clube, Karl-Heinz Rummenigge.

Mais do que "Vice-kusen"

Michael Ballack

Veterano Michael Ballack é uma das estrelas do Leverkusen

O sucessor de Heynckes no vice-campeão Bayer Leverkusen é Robin Dutt, 46 anos – que trocou o Freiburg pelas margens do Reno. "Seria decepcionante não conseguirmos vaga num torneio internacional. A Liga da Europa seria bom; a Liga dos Campeões, muito bom; e ser campeão alemão seria excelente", declarou Dutt.

O técnico de 46 anos aposta principalmente no recém-chegado Andre Schürrle, vindo do Mainz, e na estrela do meio de campo Michael Ballack. Aos 34 anos, o jogador espera finalmente conquistar mais do que apenas um vice-campeonato. "Para mim, que estou no 'outono' da carreira, é muito bom concentrar-me no futebol novamente e fazer o melhor possível", disse Ballack.

Mas a equipe de Dutt, Schürrle e Ballack já passou por dificuldades na Copa da Alemanha. Apesar da vantagem inicial de 3 a 0, a partida contra o time da segunda divisão Dynamo Dresden terminou com uma amarga derrota por 4 a 3 e a eliminação logo na primeira rodada.

Mesmo assim, o treinador Jürgen Klopp, do Dortmund, aposta nas chances do eterno vice-campeão de Leverkusen de levar o título. Para ele, o Bayer é "extremamente forte" e "um grande adversário".

Contenção de gastos e humildade

O campeão da última Copa da Alemanha, o Schalke, passou por uma reestruturação durante os meses de férias. O diretor esportivo Horst Heldt dispensou 15 jogadores da equipe. Grandes apostas são Christian Fuchs, que veio do Mainz, e Lewis Holtby.

Se o caixa da pré-temporada não estivesse quase vazio, o técnico Ralf Rangnick gostaria de ter reinvestido na equipe os 25 milhões de euros que a transferência de Manuel Neuer para o Bayern rendeu. "A situação financeira é mais séria do que eu pensava", admitiu Rangnick. Apesar das medidas de contenção de gastos, o que importa para o clube é retornar à cena internacional.

"Pretendemos jogar uma temporada de Bundesliga melhor do que a anterior. Devemos isso não apenas para nós mesmos, mas também para os torcedores e para o clube", ressaltou o zagueiro Benedikt Höwedes.

Já o Hertha Berlim retorna à Primeira Divisão com humildade. Após um ano longe na Segunda Divisão, o principal objetivo é se manter entre a elite do futebol alemão, disse o treinador Markus Babbel. O mesmo vale para o recém-chegado Augsburg. O tradicional clube da Suábia foi o 51º na história do Campeonato Alemão a ascender para a divisão superior. "O time precisa se acostumar rapidamente ao alto nível e à pressão da Primeira Divisão", alertou o técnico Jos Luhukay.

Flash Galerie Schalke 04 feiert den Pokalsieg

Rangnick, do Schalke, atual campeão da Copa da Alemanha, quer também o título na Bundesliga

Investimentos pesados

Com exceção do Bayern, quase todos os times da Primeira Divisão contiveram-se na hora de contratar. O Campeonato Alemão não consegue atrair as maiores estrelas do futebol europeu, e a tendência é apostar em jovens jogadores. O Hamburgo dispensou profissionais mais velhos e apostou em talentos mais jovens e baratos. "Perdemos em termos de experiência, mas ganhamos muitos novos e jovens jogadores", comentou o veterano David Jarolim sobre a nova estratégia.

Além do Hamburgo, também o Hannover, o Mainz, o Nürnberg e o Kaiserslautern querem repetir a colocação entre os dez primeiros da temporada passada. O Freiburg, com Marcus Sorg, o Colônia, com o norueguês Stale Solbakken, e o Hoffenheim, com Holger Stanislawski, apostam em novos técnicos. E os clubes que decepcionaram na última temporada não querem de novo passar pelo sofrimento da luta contra o rebaixamento – como foi o caso do Stuttgart, do Werder Bremen, do Wolfsburg e do Borussia Mönchengladbach.

Constante é o interesse dos torcedores. Um novo recorde já foi alcançado com a venda de cerca de 481 mil ingressos para toda a temporada da Bundesliga. Tal número poderá contribuir para mais um recorde de público, superando os 12,8 milhões da temporada passada.

Autor: Arnulf Boettcher (lf)
Revisão: Alexandre Schossler

Leia mais