1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Caminho livre para Berti Vogts trocar Kuwait pela Escócia

Derrota na Copa do Golfo "convence" federação do Kuwait a liberar ex-treinador da Seleção Alemã. Vogts terá como nova missão recuperar o orgulho do futebol escocês, que não classificou-se para a Copa do Mundo deste ano.

default

Berti Vogts deixa o Kuwait para treinar a seleção escocesa

A pedido do próprio, a Federação de Futebol do Kuwait rescindiu, nesta segunda-feira, o contrato do treinador Berti Vogts, que deverá assumir o comando da seleção da Escócia. Vogts dirigia, há apenas quatro meses, o selecionado do Kuwait, que estreou na Copa do Golfo com uma derrota de 3x1 para Oman. Vogt foi duramente criticado e acusado de ter facilitado o resultado, por já "estar com a cabeça na Escócia". O técnico nem acompanhará a seleção do Kuwait nesta terça, na partida contra Barein.

Especula-se que Vogts já deverá participar do sorteio das Eliminatórias da Eurocopa 2004, sexta-feira, no Porto, com uniforme da federação escocesa. Não se sabe ainda detalhes do contrato a ser assinado. O alemão reivindicava validade até a Copa do Mundo de 2006. A Escócia não se classificou para a deste ano.

Vogts atuou 96 vezes como jogador da Seleção Alemã, sendo campeão mundial em 1974. Como técnico, dirigiu o selecionado na conquista da Eurocopa 2000 e no fracasso da Copa do Mundo de 1998. Depois treinou o Bayer Leverkusen por menos de um ano, com o qual encerrou a última temporada na quarta colocação, o pior resultado do clube em cinco anos. Foi demitido em seguida.