Caminhão frigorífico contrabandeava 129 refugiados na Bulgária | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 31.10.2015
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Caminhão frigorífico contrabandeava 129 refugiados na Bulgária

Descoberta foi feita na fronteira com a Turquia, veículo se dirigia à Romênia. Clandestinos sem papéis, inclusive 58 crianças, afirmam ser sírios. O incidente lembra 71 mortos em autoestrada da Áustria, dois meses atrás.

As autoridades búlgaras encontraram 129 refugiados, inclusive 58 crianças, escondidos num caminhão frigorífico neste sábado (31/10). Segundo o Ministério do Interior em Sófia, eles afirmam ser oriundos da Síria. Como não trazem documentos, sua identidade está sendo conferida. Sem dar mais detalhes, o órgão informou que o estado de saúde dos clandestinos "não desperta preocupação".

O caminhão transitava pela Bulgária com destino à Romênia, e os 129 passageiros estavam ocultos atrás de estrados de garrafas de água mineral. O motorista, de nacionalidade turca, foi detido na cidade de Kapitan-Andreevo, na fronteira com a Turquia.

A Bulgária é o país mais pobre da União Europeia, Como não pertence ao Espaço de Schengen, onde estão abolidos os controles de fronteiras, ela está empenhada em deter e registrar os refugiados que entrem ilegalmente em seu território.

Segundo o Ministério búlgaro do Interior, foram presos 495 estrangeiros desde a sexta-feira, numa batida em nível nacional. Segundo dados oficiais, 20 mil migrantes estão registrados nos centros de refugiados da Bulgária.

O incidente desperta lembranças macabras: no fim de agosto foi encontrado, numa autoestrada do estado austríaco de Burgenland, um caminhão frigorífico contendo 71 refugiados mortos. A maioria deles provinha da Síria, Iraque e Afeganistão. As investigações mostraram que haviam sido apanhados na fronteira entre a Hungria a Sérvia e transportados para a Áustria. Diversos suspeitos foram detidos.

AV/af/dpa

Leia mais