1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Cameron convoca reunião de emergência sobre migrantes em Calais

Primeiro-ministro britânico se reúne com comitê de crise para assegurar que o governo faça "todo o possível" para lidar com a questão. Na noite de quinta-feira, cerca de duzentas pessoas tentaram atravessar o Eurotúnel.

O governo britânico convocou para esta sexta-feira (31/07) uma reunião de seu comitê de emergência (Cobra), após uma noite marcada por novas tentativas, por parte de centenas migrantes, de chegar até o Eurotúnel, que liga o porto da cidade francesa de Calais – e o continente europeu – ao Reino Unido.

O gabinete do primeiro-ministro David Cameron divulgou, em sua conta no Twitter, que o objetivo da reunião é "assegurar que o governo esteja fazendo todo o possível para lidar com a situação".

Jornalistas próximos do Eurotúnel relatam que um número menor de migrantes – em torno de duzentos – tentou invadir o local na noite de quinta-feira. Estima-se que apenas na segunda-feira cerca de

duas mil tentativas

teriam sido realizadas.

Cerca de três mil pessoas, a maioria das quais foge da violência na Síria e na Eritréia, estão acampadas na região de Calais conhecida como "a selva", enquanto tentam encontrar uma maneira de cruzar o Canal da Mancha e chegar ao Reino Unido.

Nas últimas semanas, ao menos nove pessoas morreram tentando invadir o túnel ou saltar sobre trens e caminhões.

Karte Eurotunnel englisch

O Eurotúnel, que liga Calais, na Franca, a Dover, na Inglaterra.

"Enxame de imigrantes"

Na quinta-feira, uma

declaração de Cameron gerou polêmica

após chamar os migrantes de "swarm of people", que em português pode ser traduzido como bando, enxame ou praga de pessoas que atravessam o Mediterrâneo. Parlamentares de oposição e organizações de direitos humanos condenaram a forma como o primeiro-ministro se referiu aos migrantes em Calais.

De acordo com o secretário-geral da ONU para Migração Internacional e Desenvolvimento, Peter Sutherland, a quantidade de migrantes que tenta entrar no Reino Unido é muito menor do que em outros países da Europa – no ano passado, a Alemanha recebeu 175 mil pedidos de asilo, contra 24 mil solicitações feitas ao governo britânico. "Deveria haver uma realocação justa entre os países da União Europeia", argumentou o secretário da ONU.

Nesta semana, a ministra britânica do Interior, Theresa May, anunciou a liberação de 10 milhões de euros para reforçar a segurança no Canal da Mancha, depois que mais de dois mil migrantes tentaram acessar simultaneamente o Eurotúnel.

"A presença de migrantes em Calais é um tema constante nos últimos 15 anos", explica o diretor da Rede de Direitos dos Migrantes, Don Flynn. "O real problema são 15 anos jogados fora no que se refere a políticas públicas. Os governos francês e britânico têm falhado completamente em criar políticas para atender essa questão."

RC/afp/dpa

Leia mais