1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Calendário bíblico com nudez: arte ou pecado?

Um calendário está causando furor e duras críticas na Alemanha. Para cada mês do ano, uma fotografia remete a um tema da Bíblia. Para os críticos, o problema é que os personagens estão nus.

default

O calendário "erótico" provocou reações adversas antes mesmo de ser lançado

Visualize a imagem: Dalila, a responsável por fazer Sansão perder sua força, segura uma tesoura e está prestes a cortar um cacho do cabelo do herói bíblico. De inocente, a fotografia não tem nada. Dalila está com o seio esquerdo à mostra.

Outra figura apresenta Eva oferecendo o fruto do pecado. Ela está no corredor de uma igreja, com o altar visível ao fundo. O que ela veste? Uma singela folha de figueira (em posição estratégica). Estas são somente duas das fotos que compõem o novo calendário erótico que está à venda, não em livrarias, mas em uma igreja luterana de Nurembergue.

Inspiração bíblica

Bibelkalender.de

Versão contemporânea de Sansão e Dalila integra o calendário

O batismo de Jesus. As filhas de Lot. A dança de Salomé. Adão e Eva e o sacrifício de Isaac. Com estes temas, o grupo de jovens da igreja no bairro de Katzwang decidiu "trazer as histórias da Bíblia para mais perto das pessoas, colocando-as em um contexto contemporâneo", explica nota divulgada em um website.

Os jovens também querem fazer um pouco de dinheiro com o calendário. Devido a cortes de orçamento, o financiamento da maioria das atividades do grupo está em perigo. Com os pouco mais de 12 euros por calendário, eles esperam encher os cofres vazios da igreja.

O fotógrafo Stefan Wiest defende o projeto. Para a realização das fotos, explicou que, junto com os jovens, estudou pinturas de antigos mestres. "Quem não quer a presença do nu na igreja, deve, também, evitar ver estátuas e pinturas", escreveu Wiest no site do projeto.

Provocação demasiada

Nackte im Kölner Dom

A catedral de Colônia já foi palco, em 1996, de ensaio polêmico

Mas para algumas pessoas o projeto é, antes de mais nada, um pecado digno de fazer com que seus idealizadores queimem no fogo do inferno. A onda de protestos contra "fotos nuas feitas na casa do Senhor" começou antes mesmo do lançamento da obra.

Recados como "o que vocês estão fazendo não é civilizado" estão entre os mais inocentes. Outros críticos (anônimos) enviaram mensagems de protesto ao site que o grupo criou para divulgar o calendário. "Eu acho uma vergonha abusar da Bílblia como motivo para fotos nuas", reclamou outro(a) incomodado(a).

Mas nem todos são contrários à iniciativa. Por mais raros que sejam, os recados positivos mostram que há um pouco de exagero em toda a história. Um admirador escreveu que "finalmente colocaram um pouco de pimenta em uma igreja protestante".

Reações da igreja

O pastor luterano de Katzwang, Bernd Grasser, disse não entender todo o alvoroço. Ele considera admirável que jovens se envolvam com a história da Bíblia. "Isso só mostra o quão distante estão os adultos em relação às gerações mais novas", critica.

Enquanto a igreja protestante da Baviera preferiu não fazer comentários, a arquidiocese católica da região não surpreendeu ninguém com as declarações.

"Não é certo posar nu em uma igreja", diz Winfried Stefan Wiest, porta-voz do arcebispo de Munique. "A melhor maneira de se aproximar das Sagradas Escrituras não é baixando as calças", conclui.

Leia mais