1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Cada vez mais pessimistas, alemães perdem fé na democracia

Relatório confirma o estereótipo da Alemanha de ser uma nação da pessimistas. A população está cada vez mais insatisfeita com seu padrão de vida e sua forma de governo.

default

Alemães mais insatisfeitos que seus vizinhos

De acordo com o estudo Datenreport 2006, publicado pelo Departamento Federal de Estatísticas, os alemães são, entre todos os europeus, os que têm a visão mais pessimista de sua qualidade de vida. O relatório mostra ainda que na Alemanha – especialmente entre os jovens e os alemães do Leste do país – a aceitação da democracia continua caindo.

Jürgen Kocka, chefe do centro de pesquisas de ciência social em Berlim, disse que há uma discrepância entre a visão subjetiva dos alemães em relação às condições de vida e suas condições reais, porque os alemães tendem a elevar seus padrões muito mais que os demais europeus. O estudo mostra que somente 29% dos alemães acham que seus rendimentos permitem que vivam confortavelmente. Na Dinamarca, esse número atinge 64%; na Suécia, é de 54% e na Irlanda, 50%.

A situação no mercado de trabalho é avaliada como boa ou muito boa somente por 3% dos alemães, mas por 82% dos irlandeses, 68% dos dinamarqueses e por 65% dos ingleses.

Alemães menos satisfeitos do que em 2003

O bem-estar subjetivo dos alemães diminuiu desde 2003. Entretanto há uma grande diferença entre as partes Leste e oeste do país. Os que vivem na antiga Alemanha Oriental continuam menos satisfeitos que os alemães da parte ocidental na maioria dos aspectos.

No ano passado, somente 38% dos alemães do Leste achavam que a democracia é a melhor forma de governo para o país. Em 2000, ainda eram 49%. Essa porcentagem na parte ocidental foi maior, com 80% em 2000 e 71% em 2005.

Du bist Deutschland - Macher sind extrem begeistert

Campanha nacional 'Du bist Deutschland' ('Você é a Alemanha'): ações contra o pessimismo no país

Três quartos dos alemães da antiga República Democrática Alemã (RDA), que esteve sob regime socialista, acham o socialismo em princípio uma boa idéia, mas admitem que foi mal implantado no passado. Somente 46% dos alemães da parte oeste têm a mesma opinião.

Modos de vida alternativos

O estudo mostra que o modelo do núcleo familiar tradicional continua em declínio na Alemanha. Cada vez mais jovens estão crescendo em lares com somente um dos pais ou de pais não casados. Em 2005, quase um quarto dos jovens entre 14 e 17 anos viviam em formas familiares não convencionais.

Por outro lado, muitos filhos já em idade madura continuam a apreciar o "Hotel Mamãe". Catorze por cento dos homens de 30 anos ainda moram com seus pais, enquanto na faixa dos 40 anos ainda são 5%.

Em 2004, 40% dos alemães do Leste do país e somente 17% dos ocidentais concordaram com a afirmação de que o homem deve trabalhar fora e a mulher cuidar da casa. O relatório foi compilado pelo Departamento Federal de Estatísticas, pelo centro de pesquisa de ciências sociais (WZB) em Berlim, pela agência federal pela educação civil de Bonn e pelo centro de pesquisas de inspeção e metodologia (Zuma) em Mannheim. O trabalho combina informação estatística com pesquisa social.

Leia mais