Cúpula da UE discutirá nova estratégia econômica | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 05.01.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Cúpula da UE discutirá nova estratégia econômica

Novo presidente do bloco de 27 países convocou encontro extraordinário para encontrar formas de garantir crescimento da economia. Presidência espanhola da UE convoca "conselho de sábios".

default

Van Rompuy convoca cúpula da UE para fevereiro

O presidente da União Europeia (UE), Herman van Rompuy, convocou para o próximo dia 11 de fevereiro em Bruxelas uma cúpula extraordinária para que os chefes de Estado e de governo discutam uma nova estratégia econômica para o bloco de 27 países.

"Precisamos de um maior crescimento econômico para financiar o modelo social", disse o novo presidente permanente do Conselho da UE nesta segunda-feira (04/01), seu primeiro dia de trabalho oficial.

O político belga é responsável pela preparação e direção dos encontros das lideranças nacionais da União Europeia. Em sua cúpula em dezembro, os chefes de Estado e de governo já haviam acertado uma reunião extraordinária para o começo de fevereiro, onde falariam da crise econômica.

Sucessora da "estratégia de Lisboa"

A UE superou a recessão, embora só vá apresentar um crescimento real em 2011. Para 2010, o bloco espera crescimento de 0,7%. Na cúpula ordinária marcada para março, a UE quer decidir se continua com a atual – e não especialmente exitosa – "estratégia Lisboa" para aumentar sua competitividade.

Segundo os líderes do grupo de nações, o novo modelo deverá se chamar UE 2020. A cúpula extraordinária de fevereiro deverá ser um primeiro passo neste sentido, afirmaram diplomatas europeus.

Symbolbild EU Ratspräsidentschaft Spanien

Espanha detém presidência semestral da UE

Até agora, cúpulas especiais sobre temas econômicos aconteceram apenas para preparar encontros do G20. Em meio à crise econômica, o presidente francês, Nicolas Sarkozy, solicitou várias vezes reuniões regulares em nível de eurogrupo, no que se deparou com a resistência da Alemanha e de outros países.

Normalmente, acontecem quatro cúpulas da União Europeia em Bruxelas ao ano, com a presença dos chefes de Estado e de governo dos 27 países do bloco. Em regra, a primeira cúpula se ocupa de temas econômicos.

Maior competitividade frente ao Brasil

EU Gipfel in Brüssel 10.12.09

Zapatero (d) com Juncker na cúpula da UE em dezembro

O primeiro encontro ordinário deste ano será em março. A superação da crise econômica é considerada prioridade da presidência semestral espanhola. Para isso, o presidente José Luis Rodríguez Zapatero convocou um Conselho de Sábios, integrado, entre outros, pelo ex-presidente da Comissão Europeia Jacques Delors; o ex-chefe de governo da Espanha Felipe González; e o ex-ministro espanhol da Economia Pedro Solbes.

Eles pretendem se encontrar regularmente e prestar assistência a Zapatero nas áreas da indústria, inovação, energia, agricultura e política fiscal.

Num encontro nesta terça-feira com o presidente Zapatero, o conselho defendeu o fortalecimento de uma "governança econômica europeia", sob a qual se busque o fortalecimento do mercado interno.

O grupo de peritos salientou ainda a necessidade de uma política energética comum e de políticas de desenvolvimento, e inovação. A intenção é melhorar a competitividade europeia frente aos Estados Unidos, e também frente a países emergentes, como o Brasil, a China e a Índia.

RW/dpa/rtd
Revisão: Augusto Valente

Leia mais