1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Cúpula da Toshiba renuncia após escândalo contábil

Presidente Hisao Tanaka e outros sete executivos deixam cargos após relatório independente apontar manipulação nos lucros operacionais em cerca de 4 bilhões de reais. Empresa deverá ser multada pela Bolsa no Japão.

O presidente-executivo da Toshiba, Hisao Tanaka, renunciou ao cargo nesta terça-feira (21/07) após uma investigação independente determinar que ele estava ciente do maior escândalo corporativo do Japão em anos. Sob sua direção, a Toshiba inflou os lucros operacionais em cerca de 1,125 bilhão de euros (cerca de 3,9 bilhões de reais). A manipulação foi realizada durante os últimos sete anos. Além de Tanaka, outros sete executivos da empresa de eletrônicos renunciaram.

Antes de se pronunciar perante a imprensa, Tanaka fez uma reverência inclinando seu corpo em 90 graus durante quase um minuto – um gesto demonstrando vergonha, enquanto dezenas de câmeras captavam o momento. Em seguida, pediu por perdão aos acionistas e funcionários. "Vejo isso como o evento mais danoso para nossa marca nos 140 anos de história da companhia", disse Tanaka. "Não acredito que esses problemas possam ser superados do dia para a noite."

A renúncia foi apresentada depois que um relatório realizado por especialistas independentes denunciou um conjunto de irregularidades alentadas pela alta direção da companhia com o objetivo de ocultar custos e aumentar os lucros. O relatório, divulgado na segunda-feira, afirma que a fraude contábil começou em 2008, coincidindo com a eclosão da crise financeira internacional. As irregularidades se concentraram nos departamentos de infraestrutura, semicondutores e computadores pessoais.

A descoberta da fraude, contudo, pode levar a uma multa milionária à Toshiba por parte do regulador da Bolsa de Valores no Japão. Além disso, é provável que os responsáveis sejam levados à Justiça caso algum acionista ou credor decida denunciá-los.

Por fim, Tanaka comunicou que será substituído temporariamente pelo presidente do Conselho, Masashi Muromachi, acrescentando que a companhia está considerando nomear diretores do exterior para mais da metade das cadeiras do Conselho. A companhia planeja anunciar no mês que vem os adiados resultados corporativos para o ano fiscal encerrado em março.

A Toshiba é mundialmente conhecida pela fabricação de televisores e aparelhos eletrônicos. A empresa possui mais de 200 mil funcionários e também opera nas áreas de transmissão de energia e de equipamentos médicos.

PV/afp/dpa/rtr

Leia mais