1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Bush confirma determinação na luta antiterror

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, destacou a sua determinação na luta contra o terrorismo internacional, em conversa com o presidente da Alemanha, Johannes Rau, em Berlim, nesta quinta-feira (23).

default

Presidente George W. Bush (esq.) e o seu colega alemão, Johannes Rau, no castelo Bellevue

No início do seu programa oficial na capital alemã, Bush disse que não há outra alternativa. O presidente americano qualificou os membros da organização terrorista Al Qaeda, de Osama Bin Laden, como bandidos, segundo participantes da conversa dos dois chefes de Estado, no castelo Bellevue.

Pouco antes, o presidente alemão havia recepcionado o americano, sua mulher Laura Bush e a filha Jenna com honras militares. Na conversa a seguir, Bush chamou atenção para a nova situação geopolítica em que não há mais o perigo de tanques russos avançarem sobre a Alemanha. Como novos desafios, ele citou o terrorismo, a pobreza e a corrupção.

A meta principal da visita de oito dias do presidente dos EUA à Europa (Moscou, Paris e Roma, além de Berlim) é angariar mais apoio para a luta contra o terrorismo internacional, sobretudo para uma ação contra o regime do Iraque. Na conversa com o seu colega alemão, o americano elogiou o papel internacional da Alemanha e qualificou o país como um parceiro digno de confiança. As relações teuto-americanas e o seu próprio com o chanceler federal alemão, Gerhard Schröder, Bush qualificou como "muito boas".

Rau destacou que em nenhum outro lugar se sente como as relações teuto-americanas e a amizade dos dois povos são tão importantes como em Berlim. "O que a América fez por esta cidade e por este país permanece inesquecível", disse ele. Isto foi uma referência ao papel de potência vencedora dos EUA com a vitória sobre o nazismo na Segunda Guerra Mundial, a ponte aérea sobre Berlim para abastecer a população quando a cidade foi isolada mais tarde pela União Soviética e o Plano Marshall, que permitiu a reconstrução da Alemanha destruída pela Guerra.

Conversações políticas - Bush começou suas conversações políticas na Alemanha nesta quinta-feira com o encontro de 50 minutos com o presidente alemão. Sua primeira conversa com o chanceler federal Schröder, logo após sua chegada em Berlim, na noite de quarta-feira, foi informal. Os dois jantaram num restaurante no Portal de Brandemburgo, do qual participou também o prefeito de Berlim, Klaus Wowereit, enquanto a poucos metros de distância pessoas protestavam contra a política externa americana.

Após conversar nesta quinta com o presidente alemão, Bush iniciou o seu encontro mais importante na Alemanha, com o chefe de governo Schröder, sobre o conflito no Oriente Médio, as relações dos Estados Unidos com a Rússia, a política americana para o Iraque, segundo o secretário de Estado americano, Colin Powell.

Leia mais