1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Bundesvision: mais que um festival da canção

Cada um dos 16 Estados da Alemanha enviou um representante ao festival Bundesvision, organizado pelo apresentador de TV Stefan Raab, e que segue as mesmas regras do europeu Eurovision. Seeed levou o evento à capital.

default

Seeed levou o festival à capital Berlim

No próximo dia 9 de março, a Alemanha decidirá, como todo ano nesta época, que artista enviará ao Festival Europeu da Canção, o Eurovision 2006. Desta vez, há apenas três candidatos concorrendo: Vicky Leandros (que levou Luxemburgo à vitória 20 anos atrás), Thomas Anders (ex-Modern Talking) e Texas Lightning (banda de country alemã).

Mas nem todos estão contentes com isso. Stefan Raab, que começou como VJ do canal de música VIVA e é hoje um dos mais famosos apresentadores da televisão alemã, decidiu tomar uma iniciativa e criou o Bundesvision, versão alemã do festival. Por isso, ele até foi chamado por alguns de "Bob Geldof alemão".

Neste mês, a DW-Antena apresenta um perfil de cada um dos artistas participantes.

Massive Töne, Bildgalerie Bundesvision Song Contest 2006

Massive Töne

Baden-Württemberg: Massive Töne

Os três membros do Massive Töne estão juntos há 14 anos, mas foi só com o terceiro álbum que eles ficaram conhecidos para o grande público: MT3 foi o disco mais vendido de hip hop alemão em 2002 (só Nelly e Eminem venderam mais). E tudo graças ao hit Cruisen, que ficou durante semanas no Top 10 alemão. Em outubro de 2005, eles voltaram com o quarto álbum, Zurück in die Zukunft (De volta para o futuro), que vinha sendo aguardado com ansiedade. Detalhe: um dos rappers se chama João dos Santos, apelidado Ju.

TipTop, Bildgalerie Bundesvision Song Contest 2006

TipTop

Baviera: TipTop

Olli Parton e Beau Frost já se conhecem há muito tempo: afinal de contas eles são irmãos. E muitos também conhecem Beau Frost, aliás Peter Brugger, cantor e guitarrista da banda Sportfreunde Stiller, que goza de um inegável sucesso além das fronteiras da Baviera. "Representamos nosso Estado, porque senão ninguém teria coragem", resumiu Peter. Lembra da banda Trio ( Da Da Da), lá de volta aos anos 80? E do Devo? São ótimas influências, embora o TipTop deixe muito a desejar.

Diane, Bildgalerie Bundesvision Song Contest 2006

Diane

Brandemburgo: Diane

Diane Weigmann é velha de guerra. Ela já cantava e tocava guitarra no The Lemonbabies, uma banda de garotas que se conheceram na escola e cujo primeiro show juntas foi no dia seguinte à queda do Muro de Berlim. Na época, ela tinha apenas 15 anos. Quando a banda optou em 2002 por uma pausa sem fim previsto, Diane decidiu sair em carreira solo.

Revolverheld, Bildgalerie Bundesvision Song Contest 2006

Revolverheld

Bremen: Revolverheld

Tudo aconteceu muito rápido para os cinco caras do Revolverheld. Em 2003, eles ainda tocavam sob o nome Manga, depois mudaram para Tsunami Killers e – pode-se imaginar por quê – tiveram de mudar o nome outra vez. Corriam boatos de que a banda mandava ver no palco, até que chegou o primeiro disco, que leva o nome da banda. Um hard pop de qualidade, cheio de guitarras, na linha de muitas bandas americanas. Mas cantado em alemão!

Bundesvision Song Contest 2006 Bildgalerie Olesoul

OleSoul

Hamburgo: OleSoul

A música soul em alemão tem um árduo caminho pela frente. Diferentemente do hip hop, que abriu uma trilha própria, cresceu e amadureceu, o soul ainda está dando seus passos iniciais, apesar do enorme sucesso de músicos como Xavier Naidoo e Die Söhne Mannheims. OleSoul é um daqueles artistas que se identificam com a cidade onde vivem. Hamburgo é sua fonte de inspiração: seu segundo álbum se chama Elbaufwärts (Rio Elba pra cima), e o primeiro single é Hamburg & Cologne.

Nadja Benaissa, Bildgalerie Bundesvision Song Contest 2006

Nadja Benaissa

Hessen: Nadja Benaissa

Ela ficou famosa como uma das garotas da banda No Angels, uma espécie de Spice Girls germânicas que chegou a fazer sucesso até no Brasil (lembra de Daylight In Your Eyes?). Ela agora está tentando a carreira solo e apresenta seu primeiro álbum, Schritt für Schritt (Passo a Passo). De origem marroquina, Nadja apresentou seu primeiro single, Ich habe dich. Mais uma tentativa de expansão da soul music na Alemanha. E, infelizmente, um dos pontos baixos do festival. :-(

Bundesvision Song Contest 2006 Bildgalerie Pyranja

Pyranja

Mecklemburgo-Pomerânia Ocidental: Pyranja

Pyranja, conhecida por familiares, amigos e repartições públicas como Anja Käckenmeister, passou por cima de diversos preconceitos: ela nasceu na ex-Alemanha Oriental, é mulher e mesmo assim decidiu fazer hip hop. Embora tenha nascido em Rostock, Pyranja deixou a capital do Estado para tentar a sorte em Berlim. O primeiro álbum Wurzeln & Flügeln (Raízes & Asas) chegou a entrar nas paradas. O segundo Frauen & Technik (Mulheres & Tecnologia) passou meio batido, mas o recém-lançado terceiro disco Laut & Leise (Alto & Baixo) promete.

Marlon, Bildgalerie Bundesvision Song Contest 2006

Marlon

Baixa Saxônia: Marlon

Ele tinha apenas 14 anos quando gravou um videoclip com velhas estrelas da música pop alemã – leia-se Nena, Udo Lindenberg e Peter Maffay – para arrecadar fundos para as vítimas das enchentes que maltrataram o país em 2002. Hoje com 18 anos e segundo grau completo, Marlon volta com seu segundo álbum. Ainda com cara de bom moço e penteado comportado, deve cantar em um alemão per-fei-to, como se espera de alguém que cresceu em Hannover.

AK4711, Bildgalerie Bundesvision Song Contest 2006

AK4711

Renânia do Norte-Vestfália: AK4711

Na verdade, Anja, Cindy, Caro e Kerstin têm tudo pra dar certo. O nome, pra começar, já é ótimo: AK-47 é o nome de um rifle automático da época da guerra fria e 4711 é o nome da verdadeira água de colônia. É como num anúncio de jornal: quatro meninas bonitas, com roupas, penteados e maquiagem legais, com atitude, estilo próprio e letras interessantes, procuram votos em festival de música pop. À toa: as meninas do AK4711 ficaram em último lugar na competição. Nem mesmo os compatriotas da Renânia do Norte-Vestfália lhe deram o maior número de pontos. Maior injustiça!

Bundesvision Song Contest 2006 Bildgalerie 200Sachen

Katta Strophe, vocalista

Renânia-Palatinado: 200Sachen

Os "duzentas coisas" têm muito do bom e velho rock'n'roll: bastam poucas notas tocadas em alto volume, muita gritaria e a festa está armada. Os gritos ficam por conta da vocalista Katta Strophe, que no refrão do single Sekt zum Frühstück berra pedindo champanhe no café da manhã. Embora a banda seja de Wiesbaden, capital de Hessen, eles representam no festival o Estado vizinho, cuja capital fica apenas do outro lado do rio.

Bundesvision Song Contest 2006 Bildgalerie Reminder

Reminder

Sarre: Reminder

Foi no Sarre que nasceu a cantora Nicole, única artista alemã a ganhar o Festival da Canção Eurovision (em 1982, com a música Ein bisschen Frieden). Do Sarre vêm também os meninos do Reminder, uma típica banda de indie rock, com letras em inglês e cabelos de lado (ou de chapéu!). Michael, Matthias, Thomas e Sascha tocam juntos desde abril de 2000 e a faixa Augen zu (und rein) é a última do novo álbum Basement Stories.

Bundesvision Song Contest 2006 Bildgalerie Die Raketen

Die Raketen, vocalista

Saxônia: Die Raketen

Eles estão há quatro anos juntos e definem sua música como electronic comedy. Na verdade, o que eles fazem é um electro pop simples, mas bem humorado, com letras em alemão. Na verdade, a banda está em casa na capital Berlim, sendo que apenas o vocalista é original saxão. No festival, eles apresentaram a faixa Popsong, mas o refrão já adverte: "this is not a popsong"! Crise de identidade?

Saxônia-Anhalt: Toni Kater

Toni Kater, Bildgalerie Bundesvision Songcontest 2006

Toni Kater

Desde os 13 anos ela queria fazer música. Mas demorou até que foi descoberta pelo duo berlinense 2raumwohnung, cujo apoio foi essencial para que Toni Kater pudesse gravar seu primeiro álbum Gegen die Zeit (Contra o tempo/2004) e cuja influência é indiscutível, embora deixe a desejar em qualidade e originalidade. No ano passado, Toni voltou com o segundo disco, Futter (Ração/2005).

Tempeau, Bildgalerie Bundesvision Song Contest 2006

TempEau

Schleswig-Holstein: TempEau

Dois amigos de infância montaram uma banda ainda na escola, quando tinham apenas nove anos. Mas depois seguiram caminhos opostos: Marek Harloff virou ator e Jan Plewka montou o Selig, uma das mais importantes bandas de rock alemão dos anos 90. Tempos depois, um amigo incumbiu Plewka da trilha sonora de seu filme, com o propósito de criar uma banda que traduzisse de forma autêntica a experiência de um cantor de rock. A amizade e o bom resultado fizeram com que TempEau perdurasse mesmo após a filmagem.

In Extremo, Bildgalerie Bundesvision Song Contest 2006

In Extremo

Turíngia: In Extremo

O objetivo da banda é criar uma ponte entre o rock e a Idade Média. Mas chamá-los de banda é pouco. Assistir a uma apresentação sua ao vivo é como ir ao teatro: cada show é uma performance. O texto mais antigo que eles musicaram data do século 8 e um dos mais jovens, do século 15.

Eles atendem por nomes como O Último Unicórnio (vocal, harpa e cítara), Dr. Piemonte (gaita de foles, harpa, charamela, flauta), Flex o Maleável (gaita de foles, charamela, flauta), Pífaro Amarelo (gaita de foles, charamela, harpa), St. Sebastian (guitarra), Estrela da Manhã (bateria, percussão) e Lutter (baixo, percussão). Eles também se vestem a caráter, e, como se não bastasse, fabricam eles mesmos suas roupas e instrumentos.

Leia mais na próxima página sobre a banda vencedora do Festival Bundesvision.

Leia mais

Links externos