1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Bundesliga estreia spray para demarcação de barreiras

Depois de controvérsias a respeito da embalagem e de seu conteúdo, ferramenta inventada por um brasileiro finalmente é liberada na Alemanha. Lançamento será na próxima rodada da liga nacional.

Usado no Brasil há 14 anos, o spray para demarcação de barreiras fará sua estreia no futebol alemão na próxima rodada da Bundesliga, no fim de semana do dia 18 de outubro. A ferramenta também será implementada nas partidas da segunda e da terceira divisão.

"Todas as pendências legais foram esclarecidas. Os pré-requisitos para a utilização do spray estão lá. Não há motivos para não usá-lo", anunciou nesta quarta-feira (08/10) o chefe do departamento de arbitragem da Federação Alemã de Futebol (DFB), Lutz Michael Fröhlich.

A DFB já encomendou cerca de 5 mil latas do spray, e os árbitros que apitam no futebol profissional da Alemanha receberam 15 tubos cada. A Liga Alemã de Futebol (DFL), órgão que gerencia os campeonatos profissionais do país,

queria que o spray já tivesse sido adotado no início da temporada

, mas burocracias retardaram a liberação.

Recentemente a Associação de Controle Técnico da Alemanha (TÜV) testou o spray e chegou à conclusão de que ele não poderia ser usado na Alemanha e na União Europeia (UE) por motivos de saúde. O spray contém parabenos, uma espécie de produto químico muito utilizado em cosmético, e poderia assim ter uma influência hormonal nos atletas.

Além disso, a fracção do gás propulsor é tão elevada que o tubo necessitava de uma rotulagem obrigatória para produtos altamente inflamáveis na Europa. Essa rotulagem já foi implementada.

"Os resultados adquiridos pelos testes alemães são simplesmente errados. Não temos conteúdos hormonais que põem em risco a saúde humana e afetam o meio ambiente. Além disso, advertimos, sim, que é inflamável", disse o argentino Pablo Silva em entrevista à DW. Desde 2006, ele é sócio da empresa 9.15 Fair Play, junto ao inventor do produto, o mineiro Heine Allemagne.

Freistoßspray bei der WM in Brasilien

Invenção brasileira foi usada na Copa do Mundo e, após o sucesso, adotada nas competições da Uefa

Invenção brasileira

O spray para a demarcação das barreiras em cobranças de falta no futebol foi usado no Brasil pela primeira vez na Taça BH de Juniores, em 2000. No mesmo ano, foi usado pela CBF, também sob caráter experimental, na Copa João Havelange, e aprovado pelos árbitros.

Inventado pelo brasileiro Heine Allemagne, o spray é uma espuma biodegradável e volátil, que fica no máximo um minuto na grama. No jogo, a partir do local onde está a bola, o árbitro anda os passos para determinar a distância correta de 9,15 metros e demarca o local da barreira com uma linha de espuma.

O spray é produzido atualmente pela 9.15 Fair Play – empresa de Allemagne e do argentino Pablo Silva. Os 320 tubos do produto que foram utilizados na Copa do Mundo foram produzidos em fábricas no interior do Paraná e da Argentina, com recursos próprios, e colocados à disposição para os 64 jogos.

Depois do torneio no Brasil, as ligas de Inglaterra, Espanha, Itália e França também já haviam anunciado o uso do spray para esta temporada. Nas Eliminatórias da Eurocopa 2016, que será realizada na França, a invenção brasileira também estará em campo.

A Uefa, orgão máximo do futebol europeu, também adotou o spray nas competições de clubes do continente. A estreia ocorreu na decisão da Supercopa deste ano, entre o campeão da Liga dos Campeões, Real Madrid, e o vencedor da Liga Europa, Sevilla, que foi apitada pelo árbitro inglês Mark Clattenburg.

PV/dpa/rtr/dw

Leia mais